Gonzaga Patriota pede construção de dois viadutos e anel viário em Salgueiro durante reunião com ministro da Infraestrutura

O deputado federal Gonzaga Patriota pediu obras estruturadoras importantes para Salgueiro durante reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, nessa terça-feira, 25, em Salgueiro. Ele solicitou um viaduto no acesso ao bairro Cohab, na BR-116, e outro na BR-232, no cruzamento entre as avenidas Major Antonio Rufino e Audísio Rocha Sampaio. Além disso, postulou um anel viário na 116, com acesso ao Residencial Santo Antônio.

Gonzaga explicou ao ministro que Salgueiro triplicou sua movimentação de pessoas, negócios e veículos nos últimos 10 anos, em razão de obras de infraestrutura do Governo Federal, principalmente a Transposição do Rio São Francisco e a Ferrovia Transnordestina. Convencido da importância das ações citadas pelo parlamentar, o ministro solicitou ao DNIT a elaboração dos projetos para conseguir recursos e executá-las.

“Sai [da reunião] bastante confiante e satisfeito com o resultado positivo da reunião, pois o ministro atendeu aos nossos pleitos, de imediato”, comemorou Gonzaga após o encontro.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

3 comentários sobre “Gonzaga Patriota pede construção de dois viadutos e anel viário em Salgueiro durante reunião com ministro da Infraestrutura

  1. Onofre

    Oxe, Gonzanga não é de esquerda, porque não espera para ver se ladrão de nove dedos é eleito e pede a ele?

  2. Izilda Antônia de Sá

    O nosso muito querido Deputado Federal Gonzaga Patriota sempre presente no desenvolvimento de Salgueiro, e muitas cidades do sertão. Um Homem Público incansável em tornar visível as necessidades do homem nordestino, até no sertão profundo, onde muitos Homens do Poder, jamais foram. Parabéns ao Nosso querido Deputado Federal.

  3. Roberto Gomes De Sá

    Continuo pedindo o apoio do Deputado Gonzaga Patriota, para solucionar os problemas com serviços dos correios nos bairros novos de Salgueiro PE a exemplo do novo salgueiro, algumas ruas está regularizadas más os correios não querem atender a domicílio, segundo o fucionarios a demanda é grande oara o número de carteiros.