Prima diz que adolescente estava brincando em áudios e não tinha intenção de atacar escola em Parnamirim-PE

Internauta identificada como Flávia Lima, prima de um adolescente apreendido nessa quinta-feira, 30, acusado de ameaças contra uma escola em Parnamirim-PE, entrou em contato com nossa redação dando a versão da família sobre o caso divulgado pelo 8ᵒ BPM, através de boletim de ocorrência. Segundo ela, tudo não passou de uma brincadeira mal compreendida, feita em um grupo de WhatsApp da escola.

“Em primeiro lugar o áudio foi enviado pelo aluno em um grupo da sua escola, de seus amigos. Um professor, pai de um dos integrantes do grupo, viu a mensagem com intenção de brincadeira e mostrou à diretora da escola, que antes de comunicar aos pais do menor, chama-lo pra uma conversa ou se certificar que o aluno seria um vândalo, ativou primeiramente o Conselho tutelar e junto dele a polícia”, afirma Flávia.

A prima diz que a apreensão foi desnecessária, porque o jovem seria incapaz de cometer o crime. “Irresponsabilidade da direção em expor o aluno à tamanha humilhação. O mesmo teve que responder um BO na delegacia e foi afrontado com ameaças pelos que lá estavam. Suspenso por uma semana da escola, ele encontra-se em casa aos prantos e envergonhado. Sua intenção sempre foi fazer sorrir seus amigos”, relata.

Ainda de acordo com os familiares, o adolescente é trabalhador, bom aluno, esforçado e um ótimo filho. Nunca fez mal para ninguém. Os parentes querem que a diretora retire a queixa e peça desculpas publicamente.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

2 comentários sobre “Prima diz que adolescente estava brincando em áudios e não tinha intenção de atacar escola em Parnamirim-PE

  1. Rebeca Costa

    Quem é bom não faz esse tipo de brincadeira. Quem é sério, trabalhador e comprometido tem postura compatível com o que é. Família tomando dores porque apertou no calo e não consegie resolver os problemas dentro de casa. O mal desse tipo de aluno é ser apoiado em seus erros pela familia. DIRETORA mantenha sua postura. Quem não tem idoneidade é ele e a família.