Blog de Alvinho Patriota | Página 2

Salgueiro vence o Crac e está mais próximo da classificação no Campeonato Brasileiro da Série C

sac_escudoA equipe do Salgueiro derrotou o Crac por 3 a 1, no último sábado (20), e agora só depende de si mesmo para classificar-se à próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série C. O jogo abriu a 16ª rodada da competição e ocorreu no Estádio Genervino da Fonseca, em Catalão. Enquanto o Carcará do Sertão se manteve na quarta colocação da tabela, com 24 pontos, o Crac amarga a última posição do Grupo A, com 10 pontos.

Salgueiro abriu o placar aos 11 minutos do primeiro tempo com gol de Élvis, após cruzamento de Marcos Tamandaré. Anderson Paraíba aumentou o placar dois minutos depois, em tabela com Kiros. Com a vantagem no placar, o Tricolor do Sertão recuou e o time goiano conseguiu diminuir a vantagem aos 15 minutos do segundo tempo, com gol de Coquinho.

O Crac tentou atacar, mas sofreu com a falta de qualidade técnica. Por outro lado, o Carcará aproveitou os contra ataques e selou a vitória aos 37 minutos do segundo tempo. Élvis sofreu pênalti e Kiros cobrou sem chances para o goleiro.

Na penúltima rodada da primeira fase, Salgueiro volta a campo no próximo domingo (28) contra o vice-líder do grupo, CRB, a partir das 16h, no Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. 

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Sertânia: Projeto Prefeitura em Ação para o distrito Albuquerque Né é adiado

O Distrito Albuquerque, no município de Sertânia, iria receber nesse domingo (21) o projeto “Prefeitura em Ação”. A grande ação de cidadania, que foi adiada sem a divulgação de uma nova data, começaria às 9h a praça central da comunidade. O projeto iria oferecer vários serviços à população, como aferição de pressão, teste de glicemia, fotos para documentos, distribuição de preservativos e orientações jurídicas.

Os moradores do distrito também teriam acesso à corte de cabelo, manicure, roda de leitura, atualização cadastral do Bolsa Família, roda de leitura e apresentação cultural das crianças e adolescentes da Escola Municipal de Sanfona.

O projeto, que foi promovido em outras localidades, ainda realiza serviços como limpeza, varrição, poda de árvore, abastecimento de água com carro pipa e melhoria das estradas do distrito.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

Manchetes dos jornais de 22/09/2014

A Tarde
Líder nas pesquisas, Souto vira alvo de ataques

Correio da Bahia
Morre homem baleado em ação que gerou protestos na Paralela

Tribuna da bahia
Em Salvador, “Criminosos” agradecem alertas sobre “blitz”

O Globo
Dilma recua sobre papel da imprensa nas investigações

Folha de São Paulo
Marina diz que não irá revidar ataques dos rivais Dilma e Aécio

O Estado de São Paulo
Dilma diz que erro na Pnad foi ‘banal’ e nega sucateamento do IBGE

Correio Braziliense
Corpos de passageiros de helicóptero que caiu em MG são encontrados

Valor Econômico
Aécio: PSDB vai entrar com ação contra Dilma por denúncia dos Correios

Estado de Minas
Criança morre ao cair de prédio em BH

Jornal do Commercio
Ex-canavieiros agora trabalham com bordados na Zona da Mata

Zero Hora
Avião de candidata do MT desaparece na fronteira com Bolívia e pode ter sido levado por traficantes

Brasil Econômico
Candidatos evitam temas como aborto, homofobia e drogas

Paulo comanda frenético arrastão em Jataúba

caminhada-jataubVinte anos após receber o ex-governador Miguel Arraes em campanha, o município de Jataúba, no Agreste, voltou a recepcionar um postulante ao Governo do Estado. E o fez de uma maneira muito emocionante, durante a passagem de Paulo Câmara (PSB) pelas ruas da cidade, neste domingo (21). Mais de quatro mil pessoas acompanharam com uma alegria empolgante um frenético arrastão do postulante da Frente Popular. Os jataubenses se misturaram à Caravana 40 para apontar que Pernambuco seguirá no caminho certo, com Paulo à frente do Palácio do Campo das Princesas.

Acompanhado pelo prefeito Antônio de Roque (PMDB), pelo seu companheiro de chapa Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado) e por postulantes proporcionais, Paulo Câmara foi tratado pelos populares como o governador que avançará nas transformações vivenciadas pelo Estado nos últimos anos. “Fico muito feliz de ver tanta gente na rua para nos receber, e com tanta alegria e empolgação. Isso mostra que estamos honrando as tradições da Frente Popular, de Miguel Arraes e Eduardo Campos. E vamos honrar também no governo, ajudando a melhorar a vida dos pernambucanos”, afirmou Paulo.

O socialista destacou que os atos da Caravana 40 ficarão ainda mais empolgantes dia após dia nesta reta final da campanha, ressaltando que os próximos levantamentos sobre a intenção de voto na sucessão estadual apontarão a ampliação de sua vantagem sobre os demais postulantes. “Amanhã, tem mais pesquisa. E vocês vão ver que a gente vai continuar subindo, subindo. E os nossos adversários seguirão descendo, descendo”, cravou. 

Em seu discurso, o prefeito Antônio de Roque ressaltou que Jataúba já conhece a capacidade de gestão de Câmara. “Eduardo Campos tinha me dito que Paulo será um grande governador. Eu tive essa certeza pela forma competente que ele ajudou o nosso município, com calçamento de ruas e com saneamento”, revelou, citando benfeitorias custeadas com recursos do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), idealizado por Paulo Câmara durante sua passagem pela Secretaria da Fazenda. (Da assessoria de imprensa do PSB)

Eleitores empolgados recebem Armando em Olinda e Paulista

armando-carreataaOlinda e Paulista pararam na manhã deste domingo (21). As duas cidades presenciaram um dos maiores atos políticos já realizados na Região Metropolitana do Recife, com a carreata da coligação Pernambuco Vai Mais Longe. Mais de 5 mil veículos, entre carros, caminhões e motos, percorreram dez bairros dos dois municípios durante cinco horas.

Com a presença do senador Humberto Costa, do deputado federal Pedro Eugênio e da deputada estadual, Teresa Leitão, todos do PT, a concentração da carreata ocorreu no Complexo de Salgadinho, entre Recife e Olinda. Animados pelas músicas da campanha, os militantes do PTB e do PT fizeram a diferença, estimulando quem passava pela avenida a abraçar a onda azul.

Quando a carreata passou pela orla de Olinda, quem estava na praia fez questão de saudar Armando. Em diversas oportunidades, o candidato desceu do veículo para falar com o povo.

O percurso da carreata incluiu os bairros de Salgadinho, Umuarama, Varadouro, Carmo, Bairro Novo, Casa Caiada e Rio Doce, em Olinda, e Jardim Maranguape, Maranguape 0 e Maranguape 1, em Paulista.

Ao fim do ato, Armando falou com a imprensa e destacou que os próximos dias serão decisivos para a chegada até a vitória no dia 5 de outubro. “Agora é a hora de consolidarmos o que já está desenhado. Vamos vencer esta que vai ser a eleição mais bonita de Pernambuco”, ressaltou. (Da assessoria de imprensa do PTB)

Em jogo de cinco gols, Corinthians vence o São Paulo no Itaquerão

A arbitragem teve protagonismo no clássico Corinthians x São Paulo, com decisões polêmicas, que tiveram participações, certas e erradas, em três dos cinco gols do jogo no Itaquerão. No fim, vitória de virada do Timão, por 3 a 2, que atrapalha o rival na luta pelo título do Brasileiro, e o mantém no G-4 após 23 rodadas.

Os dois times tiveram importantes desfalques. Elias, com uma amigdalite, foi vetado um pouco antes do jogo, enquanto Rogério Ceni não se recuperou da tendinite no joelho esquerdo. De cara, o camisa 7 era a principal ausência, pois sem ele sua equipe não tinha velocidade para criar. O Tricolor, com bom toque de bola, saiu em vantagem na primeira decisão polêmica do árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Uma falta duvidosa de Fágner em Alan Kardec, e que na cobrança de Kaká, após vacilo de Ralf, Souza fuzilou: 1 a 0 São Paulo.

Atrás no placar, os comandados por Mano Menezes tocavam bem a bola no campo de ataque, mas sofriam para entrar na área de Denis. Danilo e Renato Augusto estavam apagados, e Guerrero precisava se desdobrar. Foi do camisa 9 o bom passe para o garoto Malcom, que de frente para o goleiro são-paulino desperdiçou grande chance. No rebote, outra decisão contestada de Luiz Flávio: Antonio Carlos, que entrara na vaga do lesionado Toloi, viu a bola tocar em seu braço, e o árbitro marcar pênalti bastante duvidoso. Na cobrança, Fábio Santos fez o gol, para empatar.

Mesmo sem o mesmo volume de jogo, o Tricolor incomodava muito a marcação adversária, e assim buscou faltas nas laterais. Desta vez do lado direito, Kaká em nova cobrança levantou para a área, e a zaga corintiana marcou muito mal. Melhor para o zagueiro Edson Silva, que pegou de primeira, para recolocar o São Paulo em vantagem, em um resultado até injusto, diante da disposição das duas equipes na primeira etapa.

No segundo tempo, mais uma vez o trio de arbitragem ganhou os holofotes, mas desta vez corretamente, apesar de toda a reclamação do time do Morumbi: Álvaro Pereira deu carrinho em Guerrero dentro da área, cometeu o pênalti e foi expulso. Novamente Fábio Santos na bola, e jogo novamente empatado.

Com o jogo aberto, Malcom passou a ser uma boa válvula de escape para o Corinthians, e o garoto obrigou Denis a realizar uma belíssima defesa. Ele, porém, apenas assistiu à bela tabela entre Guerrero e Danilo, que encontrou o camisa 9 livre dentro da área, para virar o placar em Itaquera. Neste tenso clássico, Luiz Flávio decidiu punir Kaká por simular uma falta na entrada da área, e expulsou Fábio Santos no fim, depois de uma falta dura em Osvaldo. Esta decisão não influiu no placar, que terminou apontando a vitória do time da casa.

Se para o Timão o resultado mantém a equipe no G-4, agora com 40 pontos, para o São Paulo dificulta sua busca pelo título. O time ainda é o vice-líder a sete pontos do Cruzeiro, que também perdeu o clássico para o Atlético-MG. Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira: enquanto o Corinthians pega o Figueirense, em Florianópolis (SC), o Tricolor receberá o Flamengo, no Morumbi.

Fonte: Lancepress

Seiscentas mil pessoas marcham no mundo contra as mudanças climáticas

Seiscentas mil pessoas se mobilizaram neste domingo em várias cidades do mundo contra as mudanças climáticas, entre elas Nova York, onde uma passeata histórica reuniu 310 mil manifestantes, segundo os organizadores, a dois dias da reunião de cúpula da ONU sobre o tema.

Ao som de bandas e exibindo flores gigantes, astros de Hollywood, políticos, ativistas e estudantes participaram na cidade americana da Marcha do Povo pelo Clima, que se tornou a maior da História, afirmou a organização.

“Esta marcha marca uma pauta histórica. Para nós, serve para que os governantes entendam que há um povo afetado, organizado e mobilizado em nível mundial. Eles têm que nos ouvir!”, disse à AFP o peruano Juan Pedro Chang, 57.

Trezentas e dez mil pessoas foram às ruas em Nova York, segundo o site peoplesclimate.org, que concentrou as 1.572 organizações que convocaram a passeata. A polícia não divulgou números.

No total, 2.808 eventos aconteceram em 166 países, entre eles mobilizações simultâneas organizadas em Londres, Paris, Berlim, Rio de Janeiro, Istambul e Bogotá, reunindo uma cifra de 580 mil manifestantes, entre eles os de Nova York, segundo os organizadores.

Os protestos aconteceram dois dias antes da reunião de cúpula do clima em Nova York, convocada pelo secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-Moon, que terá a participação de mais de 120 chefes de Estado.

Um Leonardo Di Caprio de barba espessa, óculos de sol e boina foi o astro do protesto em Manhattan, do qual também participaram o ex-vice-presidente americano Al Gore, Ban Ki-Moon e o prefeito de Nova York, Bill de Blasio.

“Espero que esta voz seja realmente considerada pelos líderes na reunião de 23 de setembro”, disse Ban. “Não há plano B, porque não temos um planeta B. Temos que trabalhar e colocar em prática.”

Fonte: Terra

Dilma desafia Marina a provar sucateamento do IBGE e descarta má-fé em erro na Pnad

A presidenta Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, criticou ontem (21) as tentativas de associar um erro na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) a um suposto sucateamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Durante entrevista coletiva no Palácio do Alvorada, ela foi questionada sobre os impactos da falha ocorrida durante divulgação realizada na quinta-feira, e corrigida no dia seguinte, com ligeira revisão de indicadores importantes.

“A história do sucateamento é uma história que há que ser provada. O que eu acho dessa questão do IBGE? Checar e rechecar números é próprio da instituição. O erro foi um erro simples, que não era complexo”, afirmou. “Vou questionar essa história de sucateamento, que não sei quem inventou. Tem umas coisas no Brasil que são engraçadas: começa a aparecer e vai aparecendo.”

Na véspera, a candidata do PSB à presidência da República criticou o erro na divulgação da Pnad e tentou associá-lo a problemas de administração no instituto, na mesma linha do que vem afirmando de Petrobras, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. “Eu não sou de fazer pré-julgamentos, não faço com meus adversários aquilo que eles tem feito comigo. O que eu posso dizer é que instituições que antes eram respeitadas estão sendo depreciadas no atual governo. É o que aconteceu com a Petrobrás e é o caso do IBGE, que é uma instituição importante, que tem pessoas comprometidas, mas é reflexo de má gestão, que cria essa situação inaceitável.”

Para rebater a visão defendida por Marina, Dilma afirmou ter contratado 834 servidores por concurso e 7,3 mil temporários ao longo de sua gestão. Nos doze anos de administração do PT houve um aumento de 7% nos quadros do IBGE, segundo a presidenta. “Não tem interferência externa coisíssima nenhuma”, disse, na tentativa de afastar outra acusação: a de que o governo teria determinado a revisão de dados para que se tornassem mais favoráveis, temendo desgaste em meio à disputa eleitoral. O principal fator a corroborar especulações neste sentido é a questão da desigualdade. Na versão inicial havia, pela primeira vez nos governos petistas, aumento do índice que mede este quesito. A revisão, porém, mostrou ligeira redução em 2013 frente a 2012.

Dilma afirmou que o governo dá total autonomia ao IBGE, que pode escolher a data de divulgação de resultados sem interferências políticas. “Não podemos sair por aí atirando pedra sem ver a responsabilidade de quem. Óbvio que para mim não parece ter um intuito qualquer porque o erro é muito simples. Quem mexe com estatística dirá isso para vocês. O erro é um erro banal, banal. De fácil detecção.”

Fonte: Rede Brasil Atual

Como é a vida do “classe média” Eike Batista

Eike Batista emergiu na semana passada de um ano de raro e absoluto silêncio. Acusado de manipulação de mercado e uso de informação privilegiada – crimes financeiros para os quais as penas podem chegar a cinco e oito anos de prisão, respectivamente –  ele saiu da toca depois de uma decisão judicial que arrestou os bens de sua família até o limite de 1,5 bilhão de dólares.  Seguindo uma estratégia desenhada por seus advogados, ele chamou quatro veículos de comunicação (entre os quais a VEJA) para deixar bem claro que não tem esse dinheiro.  Como não conseguiu pagar as dívidas que acumulou enquanto seu império esteve no auge (cerca de 15 bilhões de dólares em 2012), o empresário é hoje um homem de menos  1 bilhão de dólares.  “É um baque gigantesco voltar à classe média”, afirmou à Folha de S. Paulo na primeira das quatro conversas. Trata-se, é claro, de um tipo sui generis de classe média, uma vez que seu salário é 15 267 vezes a renda média de um cidadão dessa classe social.  Na sexta à noite, ele se corrigiu no twitter:  “Esclarecendo: a menção à classe média referia-se à sua capacidade (da classe média)  de adaptar-se a situações adversas!”

A VEJA, ele se referiu a si próprio como um “assalariado” – ou melhor, um “assalariado com potencial de levar uma participação nesses ativos que sobraram aí”.  Eike não disse, mas o pro-labore em questão é de 5 milhões de dólares por ano, quantia que lhe prometeu o fundo soberano de Abu Dabui, o Mubadala, seu maior credor,  para o ano que vem, caso ele cumpra algumas condições estabelecidas no acordo pelo qual entregou quase todos os  bens aos árabes. Na quarta-feira, depois de uma tarde inteira repetindo a mesma coisa,  com ar cansado e os olhos caídos,  o “classe média” Eike entrou em sua caminhonete Hilux blindada e foi para casa – uma mansão de 3 500 metros quadrados fincada num terreno com vinte vezes esse tamanho,  aos pés do Cristo Redentor e com vista para os mais belos cartões postais do Rio de Janeiro. Seguiam-no quatro seguranças.

Na semana anterior, ele havia transitado entre Doha, a capital do Catar, e Nova York, resolvendo pendências financeiras.  Fechou a venda da mineradora de ouro AUX por 400 milhões de dólares (o dinheiro foi todo para os credores) para os emires do país árabe e  seguiu para reuniões com um grupo de coreanos que ele diz estar tentando atrair para o porto do Açu, no norte fluminense, em que ainda tem 10% das ações.  Não usou o jato Gulfstream  de 40 milhões de dólares que era a joia de sua frota de quatro aviões e dois helicópteros e que ainda é dele. Preferiu economizar  tomando um vôo de carreira.  Na primeira classe, é claro, que ninguém é de ferro. Em Manhattan,  hospedou-se no mesmo hotel de sempre, um cinco estrelas na avenida  Madison,  e circulou de van ou de limusine com o mesmo motorista que o atende há anos.

Fonte: VEJA

Vicência: Armando reúne adversários históricos em seu palanque

armand-apoosO candidato a governador Armando Monteiro (PTB) conquistou mais um importante apoio no município de Vicência, durante seu giro pela Mata Norte, neste sábado (20). Vereador com cinco mandatos, Romeu do Povo (PT) declarou apoio às candidaturas do petebista, à de João Paulo (PT) ao Senado e à reeleição da presidente Dilma Rousseff. Com o reforço, Armando reúne em seu em palanque adversários históricos na cidade. Isso porque além de Romeu, o candidato do PTB é apoiado pelo ex-prefeito Mário Ramos (PSD). Armando concluiu o dia de atividades com comícios em Nazaré da Mata e Paudalho. O apoio de Romeu do Povo vai ser fundamental para que Armando Monteiro potencialize ainda mais a sua inserção na Mata Norte. Apesar de ser vereador de Vicência, o petista tem tradição política e grande influência na região. 
 
Em Vicência, Armando e aliados levaram mais de 3 mil pessoas às ruas, em mais uma demonstração de força de sua candidatura. Na ocasião, o pai e a mãe do candidato a governador, Armando Monteiro Filho e Dona do Carmo, fizeram questão de subir no palanque e pedir votos para o petebista. Armando Filho ressaltou que, nos governos de Lula e Dilma, Pernambuco e o Brasil mudaram significativamente. “É por isso que essa corrente que foi responsável por essas mudanças não pode ser quebrada”, enfatizou o ex-ministro da Agricultura.
 
De lá, a comitiva da coligação Pernambuco Vai Mais Longe seguiu para o município de Nazaré da Mata. Na cidade, Armando Monteiro participou de um grande comício com a participação do prefeito Nado Coutinho (PTB). O gestor municipal completou 49º ano de vida e fez questão de comemorar o aniversário ao lado do candidato a governador do PTB e aliados.
 
Em suas palavras, além de enumerar propostas para as áreas de saúde, educação, segurança pública, entre outras, Armando Monteiro grifou que eleição é coisa séria e que a população não pode experimentar. “Quando a gente erra, quem ‘paga o pato’ somos nós. E quatro anos é um tempo muito longo!”, exclamou o petebista, destacando a necessidade de a população de Pernambuco eleger um governador que tenha voz, lastro político e articulação nacional. (Da assessoria de imprensa do PTB)

Salgueiro dá o ritmo da arrancada final da campanha de Paulo Câmara

Foto Aluísio Moreira_23A mensagem do povo pernambucano é bem clara e ganha cada vez mais volume: o modo de governar da Frente Popular foi aprovado e deve continuar conduzindo os avanços do Estado, a partir de 2015. Exemplo disso foi a grande carreata com a qual o município de Salgueiro recebeu o candidato ao Governo Paulo Câmara (PSB) e seu companheiro de chapa Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado). Mais de 600 veículos, entre motos e automóveis acompanharam os socialistas, neste sábado (20), em um trajeto de seis quilômetros, pelas ruas de sete bairros, e, de suas casas, os salgueirenses faziam questão declarar seu apoio com bandeiras, acenos e palavras de incentivo.

“A animação que temos encontrado mostra que, faltando 15 dias para a eleição, nossa campanha ganha um ritmo diferente, nesta arrancada final. O que vimos aqui nos dá a expectativa de uma vitória expressiva em Salgueiro, assim como em Pernambuco inteiro”, avaliou Paulo. A chapa majoritária foi acompanhada pelos prefeitos de Salgueiro, Marcones Libório, e de Araripina, Alexandre Arraes (ambos do PSB).

APOIO - Durante a carreata, o vereador Paulo Afonso (Solidariedade) fez questão de abordar Paulo, para declarar seu apoio à candidatura do socialista. O legislador, da bancada oposicionista municipal e que até pouco integrava o palanque do candidato do PTB, explicou a mudança de atitude. “Paulo mostrou, ao administrar a receita estadual, sua competência e o seu preparo. Além disso, ele tem o apoio de lideranças políticas que têm meu mais alto respeito, como todos os ex-governadores de Pernambuco ainda vivos, e do meu candidato a deputado federal, Fernando Monteiro (PP)”, pontuou Afonso, que disputa uma vaga na Assembleia Legislativa. (Da assessoria de imprensa do PSB)

Datafolha: Alegria de Aécio é falsa!

Aécio Neves está embriagado com os números do último Datafolha. Já alguns “calunistas” da mídia, que detestam a “lulopetista” Dilma Rousseff, mas não confiam plenamente na “ex-petista” Marina Silva, soltam rojões e garantem que a reação do cambaleante tucano é inevitável. Toda esta euforia, porém, não se justifica e pode virar uma baita ressaca. O Datafolha divulgado nesta sexta-feira apontou um aumento de apenas dois pontos percentuais nas intenções de voto do presidenciável do PSDB – ou seja, dentro da margem de erro. Ele subiu para 17% e ainda está distante dos 21% que ostentava antes da trágica morte da Eduardo Campos e da “providência divina” de Marina Santos.

Os apostadores do “mercado eleitoral” – e também os agiotas do mercado financeiro – tentam criar um clima favorável a cada pesquisa. Não é para menos que elas já viraram uma indústria, com uma nova sondagem a cada dois dias. Isto permite enricar os donos dos institutos, arrecadar mais grana para as campanhas e embolsar mais dinheiro na Bolsa de Valores. Os marqueteiros e os políticos fisiológicos ficam mais ricos – e os rentistas, ainda mais. Dois dias antes do Datafolha, o Ibope – do trambiqueiro Carlos Augusto Montenegro – já havia jurado que Aécio Neves estava em alta. A pesquisa, muito estranha, serviu para abortar o movimento pela renúncia do cambaleante tucano e para valorizar o seu passe.
Tentativa de conter a sangria.

As duas sondagens revelam, no máximo, uma fotografia do momento e não justificam tanta alegria do presidenciável do PSDB. Ela é falsa! Nos últimos dias, Aécio Neves só teve péssimas notícias. Até o coordenador-geral da sua campanha, o demo Agripino Maia, apunhou o tucano pelas costas ao antecipar o apoio a Marina Silva. Marconi Perillo e Beto Richa, governadores de Goiás e do Paraná, respectivamente, também bateram suas asas tucanas para a candidata-carona do PSB. Já o ex-presidente FHC, mentor do folião mineiro, andou se encontrando com o velho amigo Walter Feldman, o ex-tucano que hoje coordena a campanha da ex-verde. O cenário era de uma overdose de coisas ruins para Aécio Neves.
Jornalistas mais críticos, menos chapa-branca, já apontavam os obstáculos da sua candidatura. Em artigo no Estadão de segunda-feira, Julia Duailibi revelou os dilemas dos tucanos. “Nos bastidores do PSDB, principalmente na ala paulista, as principais lideranças do partido já discutem o caminho que o partido deve tomar caso Aécio não passe para o segundo turno, cenário mais provável hoje… Há uma ala que rechaça Marina, a considera uma aventura e que diz que sairá do partido caso o PSDB declare apoio à candidata. Outra vê a possibilidade de derrotar o PT como o principal caminho a ser tomado pela legenda. Segundo aliados, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso seria favorável ao apoio a Marina”.
Volta para Minas, Aécio!

E até jornalistas menos independentes, como Fernando Rodrigues, já tinham enterrado Aécio Neves. Em artigo no seu blog hospedado na Folha, ele decretou: “Aécio só tem uma saída: dedicar-se a Minas Gerais”. Para ele, o presidenciável tucano não tem qualquer possibilidade de reação e corre o risco de perder o governo mineiro. “Se perder no próprio Estado, Aécio fica fragilizado dentro do PSDB para 2018”. Seu pessimismo teve como base a pesquisa do Ibope, que deu um índice maior de aprovação ao tucano. “Os 19% para o presidenciável do PSDB são insuficientes para sonhar com o segundo turno”. Imagine, então, com os 17% dados pelo Datafolha, que pertence ao mesmo grupo empresarial em que trabalha?

“O resultado do Ibope não deixa opções para o candidato a presidente pelo PSDB, Aécio Neves: o tucano está quase obrigado a retornar para seu Estado natal para não sofrer uma derrota humilhante entre os mineiros. Segundo o Ibope, o candidato do PT a governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, tem 43% de intenções de voto. O nome do PSDB, Pimenta da Veiga, tem apenas 23%, ou seja, 20 pontos a menos do que o petista. É verdade que Aécio Neves está com honrosos 19% na pesquisa Ibope, mas continua muito distante de Dilma Rousseff (PT) e de Marina Silva (PSB). Ocorre que esses 19% são a mesma pontuação que o tucano tinha no final de agosto no Ibope. Ou seja, ele não saiu do lugar”.

Fonte: Correio do Brasil

Acidente com ônibus na Barra, no Rio, deixa ao menos 30 feridos

Um acidente envolvendo dois ônibus deixou ao menos 30 feridos no mergulhão da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na noite deste sábado, segundo o Corpo de Bombeiros. De acordo com a corporação, um ônibus caiu de cima do viaduto, atingindo outro coletivo. Os bombeiros faziam o atendimento das vítimas no local por volta das 20h.

A corporação informou que os feridos foram encaminhados ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Não havia informações sobre óbitos até 20h50. Segundo o Centro de Operações da prefeitura, o acidente aconteceu no sentido Recreio, também na Zona Oeste.

Fonte: Expresso MT

Maçonaria e Igreja Católica, harmonizais…

A maçonaria é uma instituição formada por homens livres e de bons costumes que professa a paz, a harmonia, a fraternidade, a igualdade, a tolerância e, sobretudo, a liberdade. Cultua a Justiça e somente admite em seus quadros àqueles que tenham fé num Princípio Criador – Deus, chamado de Grande Arquiteto do Universo. A maçonaria está acima de quaisquer religiões, pois embora se apresentem como puras algumas pregam a divisão e até mesmo não se entendem entre elas próprias.

A maçonaria, ao contrário, exige dos seus membros o dever à prática da Moral, nunca se converter em estúpido, ateu, nem em irreligioso. Logo, aceita quaisquer crenças, dar liberdade aos seus membros. Exige dos mesmos, porém, que se submetam às leis do país onde estejam.

Sabemos que existem membros em quaisquer instituições que não honram suas doutrinas, nem por isso devemos condenar tal instituição, seja ela religiosa ou não, eis que assim procedendo, está a se praticar hipocrisia, pregar uma coisa e fazer outra.

A Igreja Católica, embora não constando do atual Código de Direito Canônico (1983) a proibição para os católicos participarem da maçonaria, foi dado parecer, posteriormente, “que os fiéis que pertençam às associações maçônicas estão em estado de pecado grave e não podem aproximar-se da Sagrada Comunhão”.

Depois, documento assinado pelo Papa Leão XIII, publicado em 10 de maio de 1884, chamado “Ad gravissima advertenda”, trata justamente da questão da excomunhão aos maçons: “Para que não haja lugar para erro ao determinar-se quais dessas perniciosas seitas estão submetidas a censura e quais apenas a proibição, certo é, em primeiro lugar, que estão punidos com excomunhão latae sententiae a seita maçônica e outras seitas da mesma espécie, que… maquinam contra a Igreja ou os poderes legítimos, ora fazendo-o no oculto, ora no publicamente, ora exigindo ou não de seus sequazes o juramento de guardar o segredo”.

Como membro da Maçonaria há quase 38 anos, discordo categoricamente dessa posição, pois o próprio Jesus Cristo pregou a liberdade, e como pessoas, não podemos ser condenados por expressão, se ela não é contrária às leis e aos bons costumes. Nós, maçons, concordamos que “só Jesus Cristo é, de fato, o Mestre da Verdade e só n’Ele os cristãos podem encontrar a luz e a força para viver segundo o desígnio de Deus, trabalhando para o verdadeiro bem dos seus irmãos”. Justamente por isso cremos em Cristo, filho de Deus, Grande Arquiteto do Universo.

Ninguém tem o direito de falar daquilo que não conhece e muito menos querer condenar o seu semelhante porque puro mesmo, perfeito mesmo, somente Deus. Nós, homens e mulheres, somos cheios de erros e de falhas, mas nem por isso devemos ser excomungados e sim lapidados, tiradas as nossas asperezas em busca da prática do bem, da perfeição…

A prova que estamos no caminho certo, que não atentamos contra a dignidade das pessoas nem das instituições, é que muitos Padres e Bispos pertencem à maçonaria universal, mesmo enfrentando, aqui e acolá, sanções que lhes são impostas pelos seus superiores hierárquicos, fato que acontece em qualquer entidade.

Recentemente o Padre Maçom francês, Vesin, não foi recebido em Roma pelo Papa Francisco e ainda o desligaram de suas funções, apesar de não ter praticado qualquer ato contra Deus, tampouco contra a Igreja.

Padre Maçom visita Loja Maçônica e dá palestra em Salgueiro

reunião-maçonaria

Na última semana a Loja Maçônica Legionários da Fraternidade de Salgueiro, fundada há 39 anos, recebeu em reunião no seu Templo e logo depois no Clube das Acácias, o Padre Maçom Aluisio Guerra, onde proferiu palestra para os Irmãos e seus familiares.

Com 84 anos de idade, o Irmão Aluisio Guerra demonstrou excelente vitalidade, pessoa que tem se dedicado aos estudos maçônicos, proferindo palestras e ainda reservado tempo de assistir seis reuniões por semana, justamente pregando o bem, a harmonia, a tolerância e, especialmente a crença no Grande Arquiteto do Universo.

A seguir, biografia, em resumo, do nosso Irmão Aluisio, a quem agradecemos pela aula que nos foi dada:

curriculum-padre-maçon

Em Salgueiro, reina harmonia entre Igreja Católica e Maçonaria

Justificando o fato de que nem sempre existe conflito entre a Igreja e a Maçonaria, em Salgueiro sempre tivemos um bom relacionamento. Vários religiosos já promoveram palestras para a família maçônica, entre eles o nosso Bispo Diocesano, Dom Magno Henrique. Por outro lado, como católico tenho juntamente com a minha família, recebido dos nossos párocos, sem exceção, um extraordinário carinho e primamos que cada vez mais haja essa harmonia, indispensável à caminhada, a verdade e a vida, representadas por Jesus Cristo.

Ninguém tem o direito de nos separar de Deus.

Por Alvinho Patriota

Presidente do IBGE pode ser demitida

Os erros na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), anunciados na tarde da última sexta-feira (19), podem levar à saída da presidente do IBGE, Wasmália Bivar, responsável pelo levantamento. Na avaliação de interlocutores do governo, a presidente do instituto de pesquisa perdeu as condições de permanecer no cargo embora não tenha sido anunciada nenhuma decisão oficial sobre o seu afastamento.

A presidente Dilma Rousseff foi informada sobre os erros na Pnad e também da necessidade de revisão na coleta dos dados, pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, antes de viajar ao Rio, onde fez campanha eleitoral. A presidente ficou muito contrariada, segundo auxiliares, e determinou a abertura de uma comissão interministerial para investigar o caso e descobrir os responsáveis pela situação, definida por ela como “inaceitável”.

A Casa Civil será a encarregada de fazer a investigação. Na última quinta-feira (18), o governo havia comemorado os dados anunciados e Dilma fizera questão de destacá-los, ponto por ponto, no Palácio da Alvorada, amenizando a piora no indicador de desigualdade de renda. Os problemas na Pnad mobilizaram o governo. Além de Miriam Belchior, mais três ministros foram convocados por Dilma a dar hoje, em entrevista à imprensa, mais explicações sobre o caso.

Em conversas reservadas, ontem, integrantes da campanha de Dilma manifestaram receio de que a correção na Pnad acabe virando um caso como a “errata” do programa de governo da candidata do PSB, Marina Silva, até hoje alvo de críticas do PT por ter corrigido pontos de sua plataforma eleitoral. O Planalto e o comitê da reeleição farão de tudo para evitar que a troca dos números seja usada pelos adversários de Dilma para desgastar a gestão do governo.

Miriam Belchior estava na última sexta de licença médica, mas a presidente mandou que a ministra convocasse uma entrevista coletiva, no fim do dia, após o anúncio dos erros feito por Wasmália Bivar na sede do IBGE, no Rio, para explicar o ocorrido. “Foi um erro bárbaro”, resumiu, à noite, um auxiliar de Dilma, ao lamentar o episódio e a necessidade de revisão dos índices.

A ministra disse que o governo ficou chocado com o erro. “Estamos tentando entender o que ocorreu e tomaremos medidas. Apuraremos se será necessária medida disciplinar contra responsáveis”, garantiu Miriam. “Lamentavelmente, o procedimento de checagem e rechecagem não funcionou. Acho que houve uma falta de cuidado no procedimento básico”, admitiu a ministra. 

Fonte: Estadão Conteúdo