Vida FM Asa Branca Salgueiro FM Salgueiro FM

Tsunami do MST devastou fazenda invadida em São Paulo

Do Blog do Magno

Um rastro de destruição, com pés de laranja arrancados, tratores e armários destruídos e paredes pichadas. Esse era o cenário ontem na fazenda Santa Henrique, em Boberi, no interior de São Paulo, que havia sido ocupada no último dia 28 por cerca de 300 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Os invasores deixaram ontem a propriedade, após a Justiça estadual determinar a reintegração de posse a favor da Cutrale, empresa responsável pela área.

Não houve conflito com os cerca de 120 policiais que acompanhavram a operação desde as primeiras horas da manhã. Funcionários e peritos da polícia científica começaram então a fazer uma varredura na fazenda para avaliar os prejuízos.

Além da destruição de pés de laranja – 12 mil, segundo a Polícia Civil, sete mil pés de acordo com a PM e dois mil nas contas do MST -, também foram encontrados cerca de 30 tratores quebrados, paredes e caminhões pichados com a sigla do movimento, armários arrombados, louças de banheiro arrancadas e tubulação entupida. (Informações de O Globo)

Um comentário sobre “Tsunami do MST devastou fazenda invadida em São Paulo

  1. madalena

    Ora!isto é surpresa para alguém? O cidadão trabalhador, pagador de impostos e cumpridor de seus deveres(sem quaisquer direitos)NÃO pode sequer piscar o olho pois se o fizer pagará multa, imposto,contribuição de melhoria, taxa disto e tarifa daquilo. Mas…o vagabundo que fizer parte de qualquer bando “criado” por algum partido político ou apoiador do governante que estiver no poder, esse pode fazer o que bem entende, até mesmo destruir propriedades que produzem alimentos para matar-lhes a fome. Certos brasileiros não prestam para si próprios, pois destroem seus futuros e de seus filhos. Enquanto estiverem no poder pessoas que se venderam a esses bandidos, nunca haverá punição; ficarão sempre passando as mãos nas cabeças desses vândalos que não têm coragem de construir nada, mas destroem tudo o que OS OUTROS CONSTROEM. Não sei o que é pior, viver em um país onde a natureza é feroz ou no Brasil, onde as pessoas são as FERAS.