Vida FM Asa Branca Salgueiro FM Salgueiro FM

Transposição muda o perfil da economia de Sertânia

Do Blog do Magno

Sertânia, a 340 km do Recife, a princesinha do Moxotó, nunca atraiu grandes investimentos porque vive “sanduichada” entre os municípios de Arcoverde, de um lado, e Afogados da Ingazeira, de outro. Mas, diferente das duas concorrentes, Sertânia ganhou força política e representação na Assembleia com a eleição do deputado Angelo Ferreira (PSB), que embora não esteja no exercício do seu mandato, por ocupar a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, tem conseguido atrair obras para o município.

cv_foto1_gde

Graças a um leque de projetos em execução, a cidade sentiu com menor intensidade os cortes brutais no FPM nos últimos seis meses. Segundo a prefeita Cleide Ferreira, que é esposa do deputado-licenciado, deixaram de entrar nos cofres municipais algo em torno de R$ 500 mil nos últimos seis meses, por causa da tesoura implacável em cima dos repasses constitucionais.

cv_foto2_gde

Só uma obra – a construção de um canal da transposição do São Francisco – gerou mais de 700 empregos em Sertânia e, na segunda etapa, deve criar mais mil, totalizando quase dois mil postos de trabalho. A cidade virou um canteiro de obras, atraiu muita gente de outras regiões, inclusive mão-de-obra especializada do Recife.

Outra obra geradora de emprego é a Escola Técnica, que só está sendo aberta pela influência política de Angelo Ferreira. O governador Eduardo Campos, aliado de primeira hora do parlamentar-licenciado, melhorou o sistema de abastecimento de água do município, liberou recursos para outras obras, como o matadouro municipal, e está fazendo a universalização do saneamento da cidade.

cv_foto3_gde

Tudo isso, criou um diferencial. A Prefeitura, por exemplo, aumentou a sua receita própria com o crescimento do ISS – Imposto Sobre Serviços. O comércio, por sua vez, vive um momento de efervescência e até os hotéis, pousadas e dormitórios passaram a receber uma grande demanda em função dos engenheiros, técnicos e outros profissionais que passaram a morar temporariamente na cidade.

Falei na Câmara Municipal, que tem uma estrutura muito boa, um auditório com capacidade para 200 pessoas. Não me surpreendeu encontrar o recinto apinhado de gente, principalmente estudantes, políticos, formadores de opinião, radialistas e blogueiros da região. Anfitriã, a prefeita Cleide Ferreira fez uma saudação inicial e o secretário Angelo Ferreira, ao final, participou do debates fazendo intervenções.