Restos mortais de padre José Maria são entronizados na Catedral de Santo Antônio, em Salgueiro

Assassinado em Salgueiro no início dos anos 1990 por recusar desobedecer às leis da Igreja Católica, padre José Maria Prada finalmente recebeu uma grande e justa homenagem nesta cidade. A Diocese Salgueiro realizou no último fim de semana a entronização dos restos mortais do sacerdote na Catedral de Santo Antônio, na região central de Salgueiro. No local também está exposta a camisa que o padre usava no dia que foi morto.

Os despojos mortais de padre José Maria foram traslados de São Paulo a Pernambuco na semana passada. Chegaram em 12 de outubro, no dia de encerramento da Festa de Nossa Senhora Aparecida, e passaram por todas as paróquias de Salgueiro e Verdejante numa urna. Decorridos 30 anos do assassinato, Salgueiro relembrou a importância desse Mártir da Santidade do Matrimônio para a história da Igreja.

“Numa terra lavada por seu sangue e impulsionada pela fé na justiça do Céu, hoje reside o coração de uma Diocese. E agora volta à terra que tanto amou o Padre que ensinou a esse povo a verdadeira Santidade”, destacou a Diocese Salgueiro.

A morte

Padre José Maria foi morto em Salgueiro no dia 29 de abril de 1991, em frente à Casa Paroquial da Igreja Matriz. Morreu porque se negou a casar um sargento da Polícia Militar que já era casado na igreja. O indivíduo ameaçou matá-lo caso não celebrasse o casamento, mas o padre manteve firme sua obediência às regras da igreja. Foi alvejado por cinco tiros no final da manhã. Um crime que mudou a história de Salgueiro.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

4 comentários sobre “Restos mortais de padre José Maria são entronizados na Catedral de Santo Antônio, em Salgueiro

  1. Marcelo

    Boa tarde sempre acopanhei esta história pena que ficou impune na leis dos humanos mais na lei de Deus a inda vai ter seu julgamento eu naum queria ser sua alma a pagar um grande castigo