Prefeitura de Araripina suspende contribuições de servidores a sindicato e o acusa de atuar na clandestinidade desde 2010

O Sindicato dos Servidores Municipais de Araripina (SIMA) teve o repasse de contribuições suspenso pela prefeitura essa semana, sob a acusação de atuar na clandestinidade desde 2010. A prefeitura publicou uma nota nas redes sociais afirmando que o SIMA “não possui Registro Sindical e, portanto, não tem legalidade para atuar”.

“O pedido de Registro Sindical feito pelo SIMA através do processo nº 46213.001084/2017-51 da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho por meio da Nota Técnica SEI nº 47940/2020/ME, foi negado e arquivado pela insuficiência de documentação probatória”, diz a nota.

“A auditoria realizada pelo Ministério do Trabalho apontou uma série de irregularidades do ‘sindicato’ que culminou com o arquivamento do pedido de registro sindical”, complementa o governo municipal para justificar a suspensão do recolhimento e repasse de contribuições dos servidores à associação.

A prefeitura ainda afirma que já notificou o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) sobre as irregularidades e aguarda posicionamento do promotor para tomar medidas cabíveis a respeito da atuação clandestina do sindicato.

Da redação do Blog Alvinho Patriota