Justiça eleitoral multa prefeito de Granito por contratações irregulares nas vésperas da eleição de 2020

O prefeito de Granito, João Bosco Lacerda, foi multado pela Justiça Eleitoral em 20 mil UFIRs (Unidades Fiscais de Referência) por ter contratado ao menos 34 pessoas nas vésperas do período eleitoral do ano passado. Ademais, o juiz Reinaldo Paixão determinou que o Ministério Público apure eventual ato de improbidade e prática de crime eleitoral.

Na Ação de Investigação Eleitoral, o magistrado reconheceu a ilegalidade das contratações, porém, considerou apenas multar o prefeito. Entretanto, ordenou que o Ministério Público investigue se o gestor cometeu atos que possam ensejar a cassação do seu mandato, perda dos direitos políticos e até pena de prisão.

“Na espécie, considerando a quantidade de contratos em que constatadas as irregularidades, tenho como adequada a fixação da multa de 20.000 UFIRs, a ser arcada unicamente pelo representado João Bosco Lacerda de Alencar, autoridade responsável pelas condutas vedadas”, sentenciou o juiz.

Da redação do Blog Alvinho Patriota