Vida FM Asa Branca Salgueiro FM Salgueiro FM

Eduardo organiza mutirão no judiciário para agilizar desapropriação de trecho da Transnordestina

Escrito por Jamildo Melo – Blog de Jamildo

Pressionado, o governo de Pernambuco quer apresentar logo uma resposta ou solução ao atraso no cronograma da ferrovia Transnordestina. Em conversa nesta tarde com jornalistas, no evento de inauguração de pátio do Terminal de Contêineres de Suape, o governador Eduardo Campos disse que vai reunir, no próximo dia 6 de julho, entidades do judiciário a fim de agilizar a desapropriação de mais de 500 quilômetros do trecho Suape-Salgueiro.

O encontro, segundo o governador, foi negociado com o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e deverá contar com a participação de prefeitos, juízes, proprietários de cartórios, procuradores municipais e estaduais, de todas as cidades por onde vai passar o trecho Suape-Salgueiro da ferrovia.

A ideia, ainda de acordo com Eduardo, é fazer um “balanço geral”, para que a área esteja toda desapropriada até o dia 17 de agosto – quando o Ibama deve liberar a licença de instalação da ferrovia. “São mais de 1.200 propriedades que nós temos nesse trecho”, revelou Eduardo. O principal motivo da pressa na desapropriação é fazer com que a inauguração da ferrovia ocorra em setembro de 2010 com a presença do presidente Lula.

O governador embarcou nesta terça para Brasília, onde reúne-se com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, alguns governadores do Nordeste e o presidente da Transnordestina Logística (antiga Companhia Ferroviária do Nordeste – CFN), Tufi Daher Filho, para tratar da ferrovia. A expectativa é que a empresa apresente um plano de ação mostrando que vai concluir a obra até setembro de 2010.

A Transnordestina custará R$ 5,4 bilhões e terá uma extensão de 1.728 quilômetros. As primeiras obras foram iniciadas em junho de 2006 no trecho Salgueiro-Missão Velha, localizada no Sertão do Ceará. Essa parte da ferrovia tem apenas 100 quilômetros de extensão e até hoje não foi concluída.