Vida FM Asa Branca Salgueiro FM Salgueiro FM

‘É necessária uma lei que puna quem cometa ofensas homofóbicas’

Victor R. S. Orellana – O Estado de S.Paulo

– A essência do Estado de Direito é garantir equilíbrio, meios de vida e direitos para cada cidadão. Para viver em sociedade é necessário respeitar o próximo e seus direitos.

A Constituição assevera que o Estado não pode discriminar seus cidadãos. É dever do Estado impedir que supremacistas brancos inferiorizem negros e afrodescendentes. Da mesma forma, é necessária uma lei que puna quem cometa ofensas discriminatórias, sejam elas sexistas, racistas, homofóbicas, xenofóbicas. O Estado deve estar ao lado dos direitos humanos e contra posturas retrógradas de setores da sociedade que tentam sabotar um projeto de lei destinado a promover a convivência pacífica e coexistencial. Falo do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 122/2006.

É cristão fazer o possível para que um gay não seja humilhado ou agredido por ser diferente. Isso é amor ao próximo, e é também dever cristão estar ao lado dos direitos humanos e da justiça social. Perguntaria aos evangélicos e indivíduos que se mobilizam contra o PLC 122 se acaso é cristão um gay ser assassinado por compartilhar a vida com alguém. Se é cristão sabotar uma lei que impede que mais atrocidades sejam cometidas contra minorias sexuais. Pode o Estado fazer prevalecer a opinião religiosa de alguns sobre toda a sociedade? Não pode.

Um comentário sobre “‘É necessária uma lei que puna quem cometa ofensas homofóbicas’

  1. Paulo Dantas

    Comentários em relação aos textos apresentados

    1) “É cristão fazer o possível para que um gay não seja humilhado ou agredido por ser diferente. Isso é amor ao próximo”.
    Comentário:
    Amigos o Direito Penal já prevê que quem sofrer agressão seja ela: física, moral, ou outra forma, poderá entra na justiça. Agora porque fazer uma lei diferente só pra os homosexuais? isso é palhaçada.

    2) “se acaso é cristão um gay ser assassinado por compartilhar a vida com alguém.”
    Comentário: Da mesma forma que o comentário anterior, o Direito Penal já prevê que homicídio é crime. Pra que fazer uma lei específica para os assasinatos de homosexuais, por acaso a morte de um deles é diferente a de um pai de família.

    Todos são iguais, eu acredito nisso, os direitos também teem que ser iguais, o mesmo valor da vida de um homem é o mesmo que de uma mulher, gay, etc…

    Eu não vejo mobilização nenhuma quando um pai de família é morto. Cadê os Direitos Humanos que não veem dar assistência á família da vítima, parece que eles só dão assistência aos bandidos. Cadê que existe um auxilio para as famílias da vítimas, agora existe um auxilio para as famílias dos bandidos (auxílio reclusão de mais de R$ 750,00), Um absurdo!!!

    Acredito que temos que fortalecer a família que é a base da sociedade, fazendo isso, essas mazelas que acontecem serão eliminadas ou diminuídas.