Vida FM Asa Branca Salgueiro FM Salgueiro FM

Diretora da APAC alerta sobre seca no Sertão pernambucano em 2024 e admite dificuldade para fiscalização de recursos hídricos

Durante audiência pública na Alepe nessa quarta-feira, 29, para apresentar balanço de gestão da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), a diretora presidente do órgão, Suzana Montenegro, alertou sobre uma possível seca no Sertão em 2024, devido ao aquecimento global e ao El Niño. Ela informou que o evento climático cíclico El Niño persiste no Estado e só deve perder força a partir de março de 2024, ocasionando chuvas abaixo da média no Sertão ao longo do ano.

Por conta dessa perspectiva, Suzana alertou para uso racional das águas de reservatórios. “Hoje nós já sabemos que o Sertão conta com 30% da capacidade total dos reservatórios acumulada. Ainda vai iniciar uma estação chuvosa, mas a gente já sabe que vai chover menos do que a média histórica, do que o normal. Então é um alerta para o uso da água que está nesses reservatórios”, disse.

Em relação à fiscalização dos recursos hídricos, a gestora admitiu dificuldade pela falta de pessoal, mas afirmou que vem contando com a ajuda da tecnologia. “Nós temos usado drones e ferramentas de sensoriamento remoto que permitem identificar, por exemplo, manchas de umidade onde não tem uso outorgado. Isso é comum em áreas irrigadas. Mas nem todos os usos a gente pode usar essas ferramentas tecnológicas. Água subterrânea é mais difícil”, explicou.

Vinculada ao Governo de Pernambuco, a APAC tem como missão cuidar dos recursos hídricos em Pernambuco, com funções como autorizar e fiscalizar o uso da água e promover ações para prevenir inundações e secas. O órgão também faz previsões do tempo e clima.

Da redação do Blog Alvinho Patriota