Vida FM Asa Branca Salgueiro FM Salgueiro FM

A frágil e frustrada estratégia da desconstrução: uma fórmula desgastada que insulta a inteligência do povo

Por Raquel Rocha

No início desse ano de 2009, nas vésperas e durante a prestação de contas conclusiva do encerramento das minhas funções, na Câmara Municipal, fui obrigada a ouvir repetidamente (quase como um mantra), da atual presidenta da Câmara Municipal de Salgueiro, Raimunda Barros, que ela era pobre e Dr. Alvinho tinha as costas largas. Por causa disso, a única declaração da presidenta, na matéria de Inaldo Sampaio, me soou bem familiar.

Nos poucos contatos mais próximos que tive com a atual líder (e que líder…) do nosso Legislativo, na própria Câmara Municipal, conheci uma mulher complexada com sua classe social, amarga e com uma forte determinação (frustrada determinação…) de reverter a imagem pública do vereador Alvinho Patriota, construída durante seu mandato de presidente nos anos de 2007 e 2008, através de muito trabalho, o qual acompanhei de perto.

Concluí, a partir dessas poucas e maçantes conversas, no auditório do prédio do anexo, que o mandato de dois anos da presidenta em questão seria dedicado a desconstruir os feitos da gestão antecessora ao seu cargo. E esse caso do chip é, apenas, uma frágil estratégia de autopromoção de Raimunda Barros, que integra a fórmula já desgastada de governar o nosso Brasil.

Péssima hora para a “líder” do nosso Legislativo colocar em prova a honestidade e transparência do vereador Alvinho Patriota, já que toda a memória dos dois últimos anos da Câmara Municipal foi deletada (literalmente), junto com o site institucional desse Poder.

Até dezembro de 2008, numa idéia fantástica de Alvinho, qualquer pessoa digitava www.camaradesalgueiro.com.br e via todas as contas da Câmara de Salgueiro, ofícios expedidos e recebidos, leis, projetos de leis, requerimentos e notícias relacionadas ao que acontecia dentro e fora da Casa. As pessoas ainda enviavam e-mails com reivindicações, denúncias e, claro, recebiam respostas.

Aliás, não apenas o site foi extinto, mas a programação semanal, em cadeia, nas emissoras de rádio locais, a partir da qual a população tinha acesso ao conteúdo das reuniões ordinárias semanais e de todas as matérias propostas e aprovadas pelos vereadores. Virou fumaça.

A inquisidora Raimunda Barros, ou Mana, como preferirem, começou a caça às bruxas e já jogou na fogueira importantes conquistas que foram do povo de Salgueiro, numa ação contundente com a infeliz realidade da gestão pública brasileira, onde os governantes gastam o precioso tempo do seu mandato destruindo as ações daqueles que lhes antecederam e justificando sua incompetência com tais atitudes.

Então quem atesta mais transparência? Alvinho, autor de canais diretos com a população, ou Raimunda Barros, empenhada numa frustrante tarefa de desconstrução das realizações e da imagem competente e destacada do presidente que lhe foi anterior?

A propósito, quantas audiências públicas a atual presidenta já realizou? Presenciei a Câmara Municipal lotada em audiências sobre a Compesa, Celpe, Aeds, sobre os agentes de saúde municipais, os barracos da Praça da Escola Carlos Pena Filho, além daquelas realizadas em Umãs, na Escola Paulo Fernando e no Talismã. Infelizmente, para o povo de Salgueiro, elas viraram fumaça na fogueira da “líder” inquisidora.

A mim, pessoalmente, a atual presidenta disse que não queria saber de sair em jornal e imprensa (numa crítica às matérias positivas sobre a administração de Alvinho, no Jornal do Commercio, no Diario de Pernambuco, na Folha de Pernambuco, na Rádio CBN e outros), só queria mesmo era realizar o seu trabalho quietinha, com muita honestidade. De fato, Alvinho foi destaque por ter devolvido R$ 200 mil à Prefeitura, por ter promovido os únicos debates entre os candidatos ao último pleito municipal e por representar uma das únicas Câmaras do Estado que publicava as finanças na internet.

A atual presidenta sabe que só será notícia em jornais de grande circulação e de renome nacional se atacar o presidente anterior, numa demonstração de fragilidade de ações concretas.

Então, quem realizou tão grandes feitos iria se sujar por um chip da oi e R$ 900,00 em ligações? É até uma piada e um insulto à capacidade de compreensão do povo do nosso município. A presidenta poderia ter poupado o dinheiro público, advindo dos exorbitantes impostos que eu e os demais cidadãos pagam, simplesmente cancelando esse chip no momento solicitado pelo vereador Alvinho.

Para a presidenta atual, foi péssimo o momento do ataque. Dois anos passam-se rápido (e já se vão seis meses) e a população de Salgueiro está à espera de resultados. É hora de deixar as frustrações e pendengas pessoais de lado e construir algo palpável que repercuta positivamente na vida do povo.

Raquel Rocha é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco e respondeu pela Gerência de Comunicação da Câmara Municipal nos anos de 2007 e 2008. Atualmente é Técnica em Gestão de Equipamentos e Patrimônio, concursada pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – Fundarpe.

26 comentários sobre “A frágil e frustrada estratégia da desconstrução: uma fórmula desgastada que insulta a inteligência do povo

  1. Eugenio Bezerra

    informado da movimentação de transferência dos policiais militares do 8bpm,sem óbvia conclusão
    das investigações do fato ocorrido,me escurece a vista não tendo mais como enxergar o principio
    da legalidade que consta nos assentamento da carta Mágna do nosso País.ciente de que ninguém pode passar por um julgamento antes de uma prova conclusa. diante do exposto deixo aberto aos
    internaltas para que se façam suas esplanações sobre o assuto.

  2. Zebra

    Salgueiro TODO sabe da reputação DUVIDOSA da presidente MANA.
    Todos esses comentários atacando a Jornalista Rachel e o Vereador Alvinho são advindos DELA MESMA. Seja corajosa senhora VEREADORA (é triste reconhecer que uma mulher como essa MANA seja vereadora), e assuma os comentários com seu “nome” que por sinal está defasado.
    (está na CARA que foi a Ilustre Vereadora que escreveu esses comentários).

    Afinal, quem iria defende-la?
    Acho que não existe uma única pessoa capaz disso.

    Que tal falar no próximo post da PARENTE da Ilustre Vereadora que está “mamando” (é esse o termo que usam) dentro da Câmara?
    (Ela assumiu o cargo que antes era do Senhor Marcos Angelin)

    A Presidente Mana, é UMA PIADA, em todos os sentidos!

    E vamos esperar o resultado final!

    1. Leão dos que fedem(o pioneiro)

      Alguma vez na vida eu tenho que concordar com uma Zebra e vai ser agora. Não conheço alguém que se preste a defender a vereadora gratuitamente. Agora, os que aqui e em outros blogs atacam Alvinho são pessoas diretamente beneficiadas pela vereadora ou ainda um parente muito próximo. Eu tinha até me omitido sobre os ataques por considerá-los muito rasteiros para serem respondidos como aquele que cobram de Alvinho pelos defeitos estruturais das obras no anexo. Francamente senhora vereadora e senhoras beneficiárias, Alvinho é pedreiro, engenheiro ou construtor? Esse pessoal além de capacidade, é desprovido de inteligência.

  3. kell Carvalho

    Senhor Vidigal, Alvinho é tão honesto, tranparente e digno, que permite que pessoas como você comentem em seu blog! Você nem sequer leu as matérias postadas nos blogs, pois se tivesse lido saberia que quem foi inprensa e armou o “circo” querendo aparecer foi Mana. Alvinho está apenas prestando esclarecimento, e defendendo-se das acusações. E em momento algum disse que vai pagar pelo que não fez, pediu que os fatos sejam apurados!

  4. Vidigal

    É impressionante como Alvinho conseguiu chamar atenção!É tudo o que ele quer, que o povo veja que ele é uma pessoa honesta, transparente,digna!
    Digna de que? Ele ta é sentindo falta da vida das corrupções,do dinheiro publico,de fazer caridade(a si proprio).
    Quanto ironia!Quanta perca de tempo!
    Porque ao invés de fazer esse “circo”todo,simplesmente não pagou logou essa conta?Lógico que ele não ia fazer isso tão rápido,primeiro divulgou na imprensa e depois deu uma de bom moço e resolveu pagar o que “supostamente” não havia utilizado!
    Pra cima de mim não!

  5. kell Carvalho

    Quando é que a vereadora vai dar “as caras” para o debate???? É a hora senhora PRESIDENTA de mostrar sua competência, mostre suas propostas, mostre que é capaz de exercer o cargo que ocupa, aceite debate!

  6. Chicão

    eu tbm não dependo do dinheiro do povo pra sobrevivver não, pra eu isso eu trabalho muito e tenho certeza q Alvinho tbm não precisa pois ele é um Advogado renomado em todo o estado, abraços, ele faz política por amor ao seu exercício.

  7. Chicão

    tudo isso poderia ter ser resolvido no diálogo e eu tenho certeza que Alvinho cumpriria com seus deveres, mas a a intenção da Mana é simplesmente tentar manchar o caratér e credibilidade de Alvinho, tem muitas coisas mais sérias alí na câmara que deveria vir a público e não veio AINDA,

    1. Naldo

      Chicão então responda aí por que foi que se gastou tanto com reforma e em pouco tempo o banheiro estava entupido como vc sabe, e o teto que desabou que vc também sabe. Mas talvez vc não se importe com isso porque o seu salário todo mês vc recebe e obra na câmara é fácil fazer, brincar com dinheiro público é moleza, difícil é olhar pra toda essa gente que luta pra viver dignamente, isso sim é ter honra.

    2. Naldo

      Chicão, estou repetindo, me responda por que foi que em pouco tempo de reforma, o teto do plenário caiu? E o banheiro está um absurdo. Meu filho brincar com o dinheiro público é moleza, se essa foi a melhor coisa que seu patrão fez, porque vocês só falam nisso, então é melhor que ele continue assim sem fazer obra para o povo, pra desabar depois. Pra você Chicão o que importa é obra pra gente importante, claro seu salário todo mês entra, para mim nós população é que somos importantes. E graças a Deus não dependo de dinheiro do povo para viver.

  8. Chicão

    não é por q a gente trabalha com Alvinho que a gente está o defendendo, fazemos isto por q a senhora presidenta da Câmara do vereadores desfez tudo que Alvinho fez com muita dedicação, o site, o programa de rádio, a escola para capacitação de jovens que ainda não funcionou, não podemos engolir tudo isso calado, temos que cobrar trabalho de quem está lá para servir ao povo, e já que a senhora Mana resolveu fazer uma querra por um simples chip, ela conseguiu a querra dela.

  9. 1

    Essa foi ótima. Que obra Mana fez até hoje ? Mana só faz colocar gente burra dentro daquela Casa pra ficar na “mamata” como você diz. Por que você não volta os 2 anos passados e começa a contar tudo o que foi realizado lá dentro ? Pra não ver isso deve ser mais um puxa-saco da Mana.

    1. Eu sou povão de verdade

      Alguém. O que importa pra vc é obra dentro da câmara? para mim não, para mim o que importa é coisa feita pra gente de verdade. E esse mundo talvez, você não conheça. Não defendo, nem acuso ninguém, eu falo pelo o que eu vejo, mas talvez você seja cega também.

  10. Eu sou povão de verdade.

    Querida Raquel vc tem mais é que defender o Sr. Alvinho, vc como os funcionários da vereadora citada vivem as custas do nosso dinheiro. Vc passou 2 anos ou mais e ainda passa(talvez) como uma dondoquinha com o dinheiro do povo. O que vc está fazendo tão somente é, o que vc diz que ela, a vereadora está fazendo, ou seja atacando também, então chumbo trocado não dói.Todos esses que estão comentando em defesa do vereador, devem ser mais um que como você perdeu a mamata. O erro da vereadora foi ter colocado gente q não tem coragem de defendê-la. O que deveriam fazer era pararem de brigar e brincar com o nosso dinheiro.Integridade, honestidade devem ser mostradas com ações voltadas para o povo coisa que ele(Alvinho), o irmão(Gonzaga)-não tem de jeito nenhum, obras que valorizem nossa região e isso você e todos nós sabemos disso, e tantos outros vereadores que vivem as nossas custas, até a vereadora, que pelo sim pelo não ainda tem umas obrinhas aí para mostrar, todos vocês deveriam se unir e olharem para nós jovens que precisamos muito de incentivo, não de estarmos presenciando essa lavação de roupa suja, financiada com o nosso dinheiro.

    1. João Silva

      Nobre Raquel,

      Estou admirado com sua solidariedade ao ILMO Vereador Alvinho Patriota, pois no Brasil de hoje são raras as pessoas que lembram de quem um dia nos ajudou.

      Porém mesmo entendo todos os seus motivos para defender o referido Vereador, já que este lhe proporcionou 2 anos mamando nas tetas do Poder Legislativo Municipal, acho estranho que como sendo a grande jornalista que é, não buscou primeiro verificar a veracidades dos fatos, para depois sim trazer a verdade dos fatos a sociedade.

      A senhora fala de transparência durante o período que Alvinho foi Presidente da Casa Epitácio Pessoa, porem foi no seu mandado que foi realizado a obra de reforma do prédio da câmara e compra do anexo, obras estas que estão sob suspeita do tribunal de contas, respectivamente, porque é estranho que uma obra que foi estimada inicialmente em aproximadamente em R$ 98.000,00 (noventa e oito mil reais), tenha tido um custo de quase R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), já o anexo o problema é bem maior, uma vez que, este que foi inaugurado a pouco mais de 6 meses e já encontrasse cheio de rachaduras, teto desabado, banheiros sem funcionar, etc.

      E perguntado ainda quantas audiências publicas a atual presidenta já realizou? Ai eu é que te pergunto: como esta pode realizar uma audiência num lugar preste a desabar?

      De fato, Alvinho devolveu R$ 200 mil à Prefeitura, mais devolveu por bondade e sim pra aparecer, uma vez que sabia dos atos praticados no seu mandato, e que seria impossível voltar a presidir aquela casa, ato este que não pensou na sociedade, pois deixou a Câmara sem verbas pra mobiliar o novo prédio, ele ainda criou e espalhou aos 7 cantos que criou a Escola Legislativa, só esquecendo de informa que ao fazer isso, lhe próprio nomeou o diretor da escola e ainda deixou R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais) a sua inteira disposição, só que perante o Tribunal de Contas quem teria de ser o responsável era o Presidente da Câmara, assim é bom demais eu gasto e os outros é pagam o pato, pelo menos tenho de dizer, de besta ele não tem nada.

      Logo querida Raquel, o caso do chip é apenas mais um dos rolos envolvendo o seu padrinho Alvinho, rolo este que esta perto de ser resolvido uma vez que foi aberta sindicância para apurar a “veracidade” dos fatos argumentados pelo Vereador, o qual passei a achar que ele acredita em papai noel, branca de neve, chapeuzinho vermelho…, ou acha que a população salgueirense é burra, pois vim dizer que perdeu um chip que era de sua inteira responsabilidade só depois de 3 meses (kkkkkkkkkk) é pra rir mesmo.

      Gostaria ainda de informa ao Sr. Juca Pirama, que a Vereadora Mana é e nunca deixará de ser uma SALGUEIRENCE que luta pelo seu povo, por sua gente, que não precisa aparecer em jornal para ser feliz, mas sim saber que a população esta tendo o que precisa, pois essa sim faz política porque precisa, já que este é o único meio de lutar pelo melhor da sua gente.

      Por fim, aos que falam da Grande Vereadora Mana Barros, vão a Câmara primeiro verificar a veracidade dos fatos, pra depois expressaram suas opiniões, pois indo a Casa Epitácio Pessoa, poderia constatar a situação que encontrasse o anexo, saberiam que os principais cargos ainda estão em aberto, e ainda poderiam conversar pessoalmente com a nobre Vereadora Mana Barros.

      1. Juca Pirama

        Primeiramente agradecendo à menção honrosa da pessoa que assina o texto acima. Seja ou homem ou mulher, obrigado. Vou me ater à parte que a mim se refere. Não discordo em nada sobre a vereadora se preocupar com seu povo, sua gente. Inquestionavelmente ela cuida bem pois estão todos muito bem acomodados, basta visitar a câmara para comprovar tudo como você mesmo(a) sugere. De certo, não é preciso aparecer em jornal para ser feliz. Eu sou feliz e conheço muitos anônimos que são felizes ganhando bem sem precisar fazer nada por ninguém. Corroboro suas palavras em relação ao povo. A população tem os governantes que merecem. Pra finalizar, extraí uma parte do seu texto e o transportei sem alteração para esse que você lê nesse momento e para que outras pessoas tenham convicção sobre o que você e sua vereadora pensam sobre a política: “(…)Vereadora Mana é e nunca deixará de ser uma SALGUEIRENCE(sic) que luta pelo seu povo, por sua gente, que não precisa aparecer em jornal para ser feliz, mas sim saber que a população esta tendo o que precisa,pois essa sim faz política porque precisa, já que este é o único meio de lutar pelo melhor da sua gente”. Caro ou cara João, disso aí ninguém duvida.

  11. maize

    Parabens, Raquel pelo texto. É isso mesmo Juca pirama, você agora disse tudo e por ela e outros não conseguirem serem iguais a Alvinho,agora digo como Seu Tita [O HOMEM É ÚNICO]. Quero dizer ainda que a casa Epitácio Alencar jamais será a mesma sem Alvinho na presidência.

  12. Juca Pirama

    Pois é, Raquel. QUEM DESDENHA QUER COMPRAR! O sonho da presidenta é ser famosa, ser alguém na vida. Sem mandato é só mais uma a pisar o solo de Salgueiro. Todos viram como era a pindaíba antes do mandato. Ela gostaria muito de estar nos jornais mas não tem capacidade pra mostrar algo de positivo. Quer tanto ser como Alvinho que agora inventou de cursar Direito. Pra ter registro na OAB(passar mesmo!) e ser um advogado reconhecido tem comer muito feijão com arroz. Mesmo assim nunca será uma líder ou chefe de família exemplar.

  13. Chicão

    para que Alvinho iria fazer ligações desse celular se ele tem um próprio? esse chip concerteza foi extraviado…

  14. 1

    É. Corretíssimo. Quem parar lá um dia que seja, verá funcionários sentados na recepção da Casa, simplesmente à toa. Tem gente lá que foi chamada pela atual “presidenta” simplesmente pra encher o bolso de dinheiro. E mais. Se não me engano há parente da “presidenta” trabalhando na Casa. Várias coisas que acontecem por lá. Coisas erradas.

  15. Leandro Gonçalves

    Raquel, parabéns pelo belo texto. Eu já tinha levantado essa questão sobre o tal esforço da vereadora em desfigurar a melhor gestão daquela Casa. Não entendo o porquê de não se tentar fazer uma grande administração pra mostrar ao povo salgueirense que é digna de ser reeleita. Ao invés disso, transforma a Casa numa extensão das associações por empregar diversos indivíduos das mesmas. Pior do que isso é que a conta vai para o erário público. Em suma, a Câmara virou uma espécie de ONG. Por sinal, muito bem aparelhada com transporte, computador com internet, telefone, impressora, jornal, etc… sem contar é claro com o horário flexível. Mais fácil encontrar a caixa-preta do Air France que descobrir as determinações da humilde, certinha e sempre feliz(num é pra menos). É público e notório tudo que se falou aqui até agora. Duvido que alguém do povo consiga saber quem são, quantos são e o quanto são remunerados os funcionários comissionados da Casa. Quanto aos outros vereadores, esses não deveriam estar à margem dos fatos. A postura passiva parece refletir conivência e se assim for, estarão na mesma vala. Mais do que justo para quem preteriu outros nomes para a Presidência que mereciam muito mais pela história construída. Do jeito que a coisa anda, não será surpresa alguma a Câmara sofrer uma profunda reformulação no próximo pleito. Logicamente, o Vereador Alvinho terá assegurada sua cadeira pois trabalha como um parlamentar exemplar (no melhor sentido). Estou convicto que essa celeuma só servirá para consolidar ainda mais o Vereador Alvinho Patriota.

    Leandro Gonçalves
    Nem Zebra nem Leão, apenas alguém que quer o dinheiro dos impostos melhor geridos.

    1. Leandro Gonçalves

      Adendo:
      não sou do meio da política, nunca tive cargo de assessor ou algo parecido, não sou cientista político nem tenho parentes do meio mas isso não me impede de formar opinião. Assistindo a esse circo armado chego a conclusão que a tal conta do famigerado chip é apenas um pano de fundo para outros objetivos. Um deles é mostrar serviço a Gargamel para “fazer uma média” junto à facção. Será que convence? Com a palavra os anais(arquivos) da Casa Epitácio Alencar.