Vida FM Salgueiro FM

Diretor do IF Sertão-PE de Salgueiro diz que pode demitir terceirizados após corte anunciado pelo MEC

Pode aumentar nos próximos meses a quantidade de pessoas desempregadas em Salgueiro, como consequência da redução de verba da educação federal. Em entrevista ao Blog Alvinho Patriota na tarde desta quinta-feira, 9, o diretor do IF Sertão-PE no município, Josenildo Forte de Brito, disse que já começou a adotar medidas para adequar o orçamento à quantidade de dinheiro disponível. Ação necessária após um corte de quase 40% anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) na semana passada.

Para economizar, Josenildo disse que pode haver até demissão de alguns funcionários terceirizados. “A gente já começou a reduzir o uso dos condicionadores de ar, cortou todas as diárias dos servidores e talvez vamos ter que demitir alguns servidores terceirizados. Então, para a gente foi um prejuízo gigante. Vamos fazer um esforço tremendo para poder chegar até dezembro sem precisar fechar nossas portas”, assinalou.

Conforme dados apresentados pelo diretor à nossa reportagem, do orçamento de R$ 2.146.714,00 previsto para este ano, o campus ainda iria receber repasses de R$ 1.281.085,00, no entanto, com o contingenciamento definido pelo Governo Federal, a instituição só poderá contar com R$ 458.249,52 para custear as despesas até o final do ano. “A gente vai ter muita dificuldade até lá”, lamentou Josenildo.

No intuito de mobilizar a população para tentar reverter essa contenção, alunos do campus estão organizando uma manifestação para o próximo dia 15. Os estudantes irão se reunir na Praça da Bomba e farão uma caminhada pelas principais ruas e avenidas da cidade, chamando atenção das pessoas para o importante trabalho desenvolvido na unidade. Na oportunidade serão expostos projetos de pesquisa e extensão produzidos no campus, que também foram prejudicados com o corte de bolsas.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

4 comentários sobre “Diretor do IF Sertão-PE de Salgueiro diz que pode demitir terceirizados após corte anunciado pelo MEC

    1. Clenildo de Azevedo Nunes

      Imbecil é quem pensa que essa situação é culpa do governo atual. Esse sim, deve ser um analfabeto funcional.

  1. Miro Valente

    Fazemos isto em casa quando é necessário. Instituições que dependem de verbas públicas também precisam fazer quando preciso for. Só o que faz pensar contra, são demissões, desemprego pode aumentar e isso é muito ruim.

  2. Mariana

    Teve muito FDP terceirizados lá no instituto que votaram em Bolsonaro, deviam escolher pra demitir de imediato aqueles que votaram nele pra deixar de serem ingratos.