Vida FM Salgueiro FM

Top 10: Notícias mais acessadas de 28/01/2019 a 01/02/2019

1 –  Barragem da Boa Vista de Salgueiro aparece em lista da CNM com alto risco de rompimento

2 – IF Sertão-PE de Salgueiro divulga edital de seleção para apoio pedagógico com remuneração de até R$ 2.446,96

3 – Morador da zona rural de Salgueiro morre afogado na bacia da barragem da Mangueira

4 – Samylla Sampaio representa Salgueiro na 64ª edição do Miss Pernambuco

5 – Jovem natural de São Paulo sofre tentativa de homicídio no distrito de Grossos

6 – Vendedor morre em colisão de carro contra cerca de arame farpado próximo ao parque de vaquejada de Arcoverde

7 – Mulher é encontrada morta em açude próximo ao Brisas da Serra, em Salgueiro

8 – Nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Salgueiro inicia discussões para fazer concurso público

9 – Polícia Militar apreende cinco armas de fogo na casa agricultor em Salgueiro

10 – Homem é preso por estupro de vulnerável em Salgueiro depois de assediar criança de 8 anos

Bolsonaro volta a usar sonda após náuseas e vômito

O presidente Jair Bolsonaro voltou a utilizar uma sonda nasogástrica devido a episódio de náuseas e vômito, de acordo com informações do Hospital Albert Einstein e do porta-voz da Presidência da República, nesse sábado.

Segundo o hospital, o presidente continua “sem dor, afebril e com exames laboratoriais normais”.

Ele continua em jejum e com nutrição parenteral exclusiva, além de seguir com visitas restritas por orientação médica.

O presidente passou na segunda-feira por uma cirurgia de retirada da bolsa de colostomia, a terceira desde o atentado que foi alvo ainda na campanha eleitoral, em setembro passado.

Na última quarta, ele reassumiu a Presidência da República e tem despachado em uma espécie de gabinete montado em uma sala do hospital. A expectativa é de que Bolsonaro fique 10 dias internado.

Bolsonaro, de 63 anos, primeiro teve que passar por uma delicada cirurgia de emergência na cidade mineira por conta de ferimentos nos intestinos grosso e delgado e em uma veia abdominal. Depois, passou por uma segunda cirurgia para desobstrução intestinal.

Fonte: Reuters

Brasileiro diz que vai processar Eduardo Costa após humilhação em show

O brasileiro Marcelo Silva informou que vai processar o sertanejo Eduardo Costa após ter sido humilhado pelo cantor, durante um show realizado na cidade de Danbury (Connecticut), nos Estados Unidos. “Ele me ameaçou e me humilhou”, disse o entregador de móveis em entrevista ao Brazilian Times.

Segundo a publicação, Marcelo estava ao lado do mineiro Miltinho, que foi retirado do show, e explicou o que aconteceu no momento. “Eu sou amigo dele e percebi que ele estava um pouco alterado, pois tinha exagerado na bebida. Mas ele é uma pessoa boa e querida na comunidade”, disse ele ao contar que o amigo esbarrou em um rapaz e depois caiu em cima de algumas pessoas próximo ao palco.

Segundo Marcelo, Eduardo Costa interrompeu a música e pediu para o público olhar para Miltinho, e disse que ele estava fazendo gracinha, em seguida mandou um de seus seguranças particular o retirar do recinto. “Enquanto isso, eu me aproximei do meu amigo e pedi para ele ficar quieto e ir sentar”, revelou.

Marcelo ainda disse que o sertanejo interpretou que ele estava provocando Miltinho e por isso também fez ameaças ele. “Ele mandou eu ficar pianinho e disse que iria fazer a mesma coisa comigo e mandar bater em mim da mesma maneira que mandou bater em Miltinho”, relatou.

O brasileiro disse que sempre vai a shows e nunca viu esse tipo de situação acontecer. “Eu fui a vários shows e eventos e nunca vi os seguranças baterem em ninguém. O segurança do Eduardo arrastou Miltinho, rasgou as roupas dele e ainda deu uns tapas quando chegou do lado de fora do local”, afirmou.

Marcelo também contou durante a entrevista que Eduardo Costa desrespeitou sua mulher, que ele agiu de forma vulgar e a chamou de “gostosa”. Ele ainda lembrou que o sertanejo começou o show contando que estava em uma bebedeira e quase não conseguiu ir ao evento.

“Durante a sua apresentação ele ainda ingeriu alguns dois shots de bebida quente, possivelmente Tequila”, disse. “Ele também estava alterado”, relatou.

Marcelo Silva não foi retirado do local do show, mas se sentiu humilhado. “Ele me discriminou, disse que eu não era nada e que meu cordão de ouro era falso. Me humilhou e menosprezou na frente de todos no show”, disse, ressaltando que o que mais o revoltou foi a forma que o cantor se dirigiu à sua esposa.

“Ele a chamou de gostosa e disse que que só não transaria com ela porque não tinha tempo”, afirmou o brasileiro.

Marcelo mora nos Estados Unidos há 15 anos. O entregador de móveis afirmou que está abalado com os ataques sofridos, contou que já está em contato com um advogado e pretende processar o cantor. “Ele não pode fazer isso, tem que respeitar as pessoas e eu quero mostrar que aqui nos EUA nós somos reconhecidos e a lei está do nosso lado”, afirmou.

Sobre o cordão, Marcelo contou ao Brazilian Times que pagou US$2,500 dólares, mas que sua revolta não é por causa do valor da joia e sim pelo cantor dizer que “os brasileiros não são nada nos Estados Unidos”. Para ele, isso é um preconceito embutido em uma pessoa que não respeita ninguém que está abaixo da classe social dela.

“Ele chegou a esta posição graças a nós que vamos aos shows, pagamos ingressos, compramos CDs, assistimos seus vídeos na internet, etc”, afirma Marcelo, que garante que vai atrás dos seus direitos. “Vou falar com o Miltinho e quem sabe entramos com uma ação em conjunto. Ele ainda está traumatizado”, finalizou.

Entenda o caso

No dia 14 de janeiro, o sertanejo Eduardo Costa anunciou uma tour internacional nos EUA. Os shows aconteceram nesse final de semana em Atlanta, dois em Danbury e o último em Boston.

Em um de seus shows, o cantor tomou uma atitude surpreendente ao ver um de seus fãs embriagado. Eduardo pediu para o seu segurança retirar ele e dar uns tapas. O pedido de Eduardo Costa levou outros fãs à loucura, que da plateia o aplaudiram muito.

Fonte: ÁreaVIP

Multidão de opositores desafia Maduro no 20º aniversário da revolução chavista

Dezenas de milhares de opositores venezuelanos, liderados pelo autoproclamado presidente interino Juan Guaidó, marcharam nesse sábado (2) para exigir ao presidente Nicolás Maduro que deixe o poder, enquanto outra grande manifestação de governistas celebrou os 20 anos de governo chavista.

O início do dia de manifestações, que aconteceram em todo o país, foi agitado por um vídeo divulgado nas redes sociais, no qual um general de Aviação da Força Armada não reconhece Maduro, convertendo-se no militar na ativa de maior escalão a reconhecer Guaidó.

“Usurpador, saia já” e “Fora ditador”, “Força Armada escuta o povo”, eram frases lidas em cartazes que os opositores levavam, que em Caracas se concentraram em frente à sede da União Europeia (UE), em Mercedes (leste). “Viva Guaidó”, gritaram quando o opositor chegou ao palanque.

Guaidó, líder do Parlamento de maioria opositora que se autoproclamou em 23 de janeiro, convocou a marcha para respaldar o ultimato dado a Maduro por França, Espanha, Alemanha, Reino Unido, Portugal e Holanda para que aceite “eleições livres”, ou, do contrário, reconhecerão Guaidó.

Fonte: AFP

Após desistência de Renan e duas votações, Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado em 1º turno

O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), 41 anos, se elegeu presidente do Senado neste sábado (2) ao obter 42 votos, um a mais que os 41 necessários para um candidato ganhar no primeiro turno. Dos 81 senadores, votaram 77.

É a segunda vez que o MDB perde uma eleição para a presidência do Senado desde o fim da ditadura. Renan Calheiros (MDB-AL) buscava se tornar presidente da Casa pela quinta vez. Mas abandonou a candidatura durante a eleição por entender o processo “deslegitimado”.

Com a vitória de Alcolumbre, o DEM passa a comandar o Senado Federal e a Câmara dos Deputados – nessa sexta-feira (1º), Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara, também em primeiro turno.

Fonte: G1