Marco Aurélio diz a Bolsonaro que ele é ‘presidente de todos’ e deve buscar corrigir desigualdade social

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), se dirigiu nesta quinta-feira (10) ao presidente Jair Bolsonaro e disse que o presidente da República governa para todos e deve corrigir as desigualdades “que tanto nos envergonham”.

Marco Aurélio deu a declaração no plenário do STF, ao fazer um discurso em nome do Supremo na cerimônia de posse do ministro Luiz Fux como novo presidente do tribunal. Bolsonaro acompanhou o ato no plenário do Supremo.

Ao se dirigir a Bolsonaro, Marco Aurélio disse:

“Vossa excelência foi eleito com 57 milhões de votos. Mas é presidente de todos os brasileiros. Continue na trajetória vivida, busque corrigir as desigualdades sociais que tanto nos envergonham, cuide especialmente dos menos afortunados, seja sempre feliz na cadeira de mandatário maior do país.”

Na sequência do discurso, sem mencionar alguma autoridade especificamente, o ministro do STF também disse que “todo comandante deve saber ouvir, sem deixar de ser a referência maior e, ao mesmo tempo, marinheiro como outro qualquer”.

Marco Aurélio disse ainda que “fora da Carta da República não há solução, apenas arbítrio e autoritarismo”.

Também disse que “não há pódio que atinja a linha de chegada ignorando regras, flexibilizando valores caros aos seres humanos, atropelando a dignidade”.

Ao se dirigir a Luiz Fux, Marco Aurélio disse que o novo presidente do STF e a nova vice-presidente, Rosa Weber, “engrandecem” o Supremo.

Fonte: G1