Greve geral na França contra reforma da previdência tem confrontos

A França enfrentou uma greve geral ontem contra o projeto de reforma da Previdência defendido pelo governo do presidente Emmanuel Macron. A greve teve protestos contra a polícia em diversas cidades, com manifestantes usando rojões e as autoridades lançando bombas de gás em alguns locais.

A paralisação atingiu os serviços de transporte, como trens e aeroportos, além de escolas, hospitais, coleta de lixo e até a Torre Eiffel, símbolo da capital, Paris. Ao todo, estavam agendadas 250 manifestações pelo país. Os atos contaram com o apoio de partidos da oposição e do movimento dos “coletes amarelos”.

De acordo com o Palácio do Eliseu, Macron está “calmo e determinado a conduzir a reforma, ouvindo as demandas e fazendo consultas”. O governo também informou que o primeiro-ministro Édouard Philippe se “expressará na metade da semana que vem sobre a arquitetura geral da reforma”, dando mais detalhes sobre o projeto.

Fonte: UOL