Autor dos tiros que mataram candidato em Patrocínio-MG alega ‘legítima defesa’ e deve ser indiciado por homicídio qualificado

Os delegados que colheram o depoimento de Jorge Marra, autor dos disparos que mataram o candidato a vereador Cássio Remis nessa quinta-feira, em Patrocínio-MG, afirmaram que ele deve ser indiciado por homicídio qualificado, roubo (por ter subtraído o celular da vítima) e por porte ilegal da arma que carregava em sua caminhonete.

Marra é ex-secretário de Obras e irmão do prefeito de Patrocínio, na região do Alto Paranaíba e se entregou na Delegacia Regional da cidade neste domingo.

Ele prestou depoimento ao delegado regional Valter André, ao delegado Renato Mendonça, de Furtos e Roubos, e à delegada Ana Beatriz de Oliveira Brugnara, de Homicídios. Marra disse que se sentiu ameaçado por Remis e que agiu em legítima defesa.

Segundo os delegados, eles negociaram com os advogados de defesa para que Marra se apresentasse voluntariamente à Polícia Civil.

O depoimento de Jorge Marra durou cerca de três horas. O local em que ele ficará preso não foi divulgado. Segundo os delegados, pelo fato de o autor dos tiros correr ‘risco de morte’.

Fonte: Estado de Minas