PCC avança fronteira no maior roubo da história do Paraguai; três suspeitos foram mortos

20170425091219273766oAs polícias do Brasil e do Paraguai acreditam que o Primeiro Comando da Capital (PCC) está envolvido no assalto milionário à empresa de transporte de valores Prosegur, em Ciudad del Leste, no Paraguai, na madrugada de ontem. Pelo menos 30 homens usando armamento de guerra – como metralhadora ponto 50 (capaz de derrubar helicóptero), fuzis e explosivos – roubaram US$ 40 milhões (R$ 120 milhões). Um policial e três bandidos morreram e quatro pessoas ficaram feridas na ação e na perseguição. O assalto é apontado como o maior da história do Paraguai.

Segundo a polícia do Paraguai, por volta da 0h30, grupos divididos em vários veículos cercaram os acessos à transportadora e derrubaram os muros com explosivos e tiros de fuzis e metralhadoras. A ação durou quatro horas e os bandidos queimaram carros e jogaram pregos (miguelitos) na via para dificultar a chegada dos policiais. Parte da quadrilha conseguiu cruzar a fronteira e passar para o lado brasileiro por volta do meio-dia, via Lago de Itaipu. No caminho, trocaram tiros com a polícia. Três bandidos acabaram mortos e as armas usadas na ação foram apreendidas.

Veículos foram roubados para fuga e propriedades rurais, invadidas. Um homem acabou ferido com dois disparos ao tentar embarcar para São Paulo na rodoviária de São Miguel do Iguaçu, onde foi preso. A polícia acredita que os membros do grupo se dividiram na fuga e apenas 10 a 12 integrantes teriam passado para o lado brasileiro.

O ministro do Interior do Paraguai, Lorenzo Lescano, disse que “tudo aponta para o PCC”. Ele ressalta que os veículos usados tinham placas do País e os atacantes fizeram diálogos fluentes em português. “Vão, vão, não olhem para trás”, diziam às testemunhas.

O clima em Ciudad del Este após o assalto era de tensão. A residência de um casal de idosos na frente da empresa foi parcialmente destruída. Com medo, Alejandro Anisimoff e a mulher permaneceram por três horas escondidos embaixo da cama. Nove escolas municipais suspenderam as aulas. O mesmo aconteceu na Universidade UPAP, onde estudava o policial morto, Sabino Benítez.

Fonte: Agência Estado

Fato & Foto (584)

A cada ano, mais indústrias dos segmentos metalmecânico e eletroeletrônico estão se instalando em Pernambuco.  No último dia 11 deste mês, seis empresas que atuam nesses segmentos foram habilitadas a receber incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe) pelo Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic). Esses empreendimentos, que serão responsáveis por investimentos totais de R$ 97 milhões, atuam em áreas diversas como siderurgia, fabricação de máquinas, de aparelhos eletrônicos e assessórios para banheiro.

Indústria metalmecânica 1 (1)

Recife, Olinda e Porto de Galinhas recebem festival de café com 25 cafeterias

Com a participação de 25 cafeterias do Recife, de Olinda e de Porto de Galinhas, o festival Recife Coffee começa no dia 2 de maio e segue até o dia 31 do mesmo mês. Na edição deste ano, que conta com a participação de mais 10 estabelecimentos do que o evento anterior, o público poderá optar pelas ‘Sugestões do Barista’, com cafés ou bebidas com café, uma opção de salgado e uma opção de doce harmonizados, ao custo de R$ 19,90.

Antes do início oficial do festival, ocorre no domingo (30) o Café na Rua. Das 9h às 16h, na Avenida Rio Branco, no Bairro do Recife, os participantes do evento distribuem gratuitamente cafés expressos, filtrados e com leite aos transeuntes. Ao longo do mês de maio, os consumidores poderão contribuir, de maneira espontânea, para as ações do Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (Nacc), através de doações arrecadadas pelas cafeterias durante o festival.

Na edição deste ano do Recife Coffee, os estabelecimentos participantes puderam criar uma sugestão ou utilizar produtos já existentes no cardápio. Foram definidos critérios específicos para a participação no evento, como ter barista no estabelecimento no preparo permanente dos cafés; servir apenas cafés do tipo especial, reconhecidos pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic); ter atendimento personalizado, com o acompanhamento dos proprietários; e ser um pequeno negócio, não pertencendo a redes com mais de quatro unidades.

Fonte: G1 PE

Três militares morrem afogados durante treinamento em lago na Grande SP

Três soldados do Exército morreram durante treinamento em um lago em Barueri (Grande São Paulo). O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local para socorrê-los, mas eles morreram no local.

Segundo nota do Comando Militar do Sudeste, os três militares eram do 21º Depósito de Suprimentos e se afogaram no lago existente em área de treinamento militar.

De acordo com o comunicado do Exército, as vítimas estavam em instrução militar e participavam de atividade prevista no treinamento do combatente básico.

O Comando Militar do Sudeste informou que um inquérito policial militar será instaurado para levantar as causas que levaram ao incidente, que ocorreu por volta das 18h.

Não foram divulgados nem os nomes nem as idades dos militares que morreram no episódio –o Exército aguardaria que as famílias fossem informadas para então divulgar quem são os soldados que morreram no incidente.

Fonte: Metro Jornal São Paulo

Janot pede vista sobre resolução do MP que pode afetar a Lava Jato

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu vista (mais tempo para análise) em uma votação no Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) sobre uma resolução que pode afetar os trabalhos da operação Lava Jato. A proposta limita o número de procuradores que uma unidade do Ministério Público pode ceder para uma investigação de outra unidade. A força-tarefa da operação Lava Jato hoje conta com especialistas do Ministério Público de todo o país.

A resolução fixaria em 10% a quantidade de procuradores que uma unidade do MP poderia ceder. Quando Janot pediu vista, a votação estava em 8 a 1 a favor do texto. O total de conselheiros que votam é 10.

Com o pedido de vista de Janot, a resolução ainda não é considerada aprovada, apesar de a maioria dos conselheiros já ter votado a favor.

Durante a sessão, a conselheira Maria Hilda apresentou um texto alternativo que prevê uma espécie de regra de transição. Assim, forças-tarefas em andamento não seriam atingidas pela nova regra, que valeria a partir de janeiro de 2018. Na retomada da votação, outras alterações podem ser incluídas no texto.

Na abertura da sessão do CSMP nesta segunda, Janot criticou a resolução. Ele disse que não foi consultado sobre o texto e afirmou que a matéria, sem transição, prejudicaria, sim, a Lava Jato.

Fonte: G1

Dilma afirma que ‘nunca negociou diretamente pagamentos em suas campanhas’

Por meio de nota divulgada por sua Assessoria de Imprensa, Dilma reagiu às acusações contra ela lançadas pelo casal de publicitários João Santana e Monica Moura – marqueteiros das campanhas presidenciais de Lula (2006) e Dilma (2010/2014).

Nesta segunda-feira, 24, os dois marqueteiros prestaram depoimento na Ação Judicial de Investigação Eleitoral, no âmbito do Tribunal Superior Eleitoral.

Monica disse que discutiu pessoalmente com Dilma, no Palácio do Planalto, sobre pagamentos via caixa 2 em uma conta da agência do casal na Suíça.

A ação, movida pelo PSDB, pede a cassação da chapa Dilma-Temer, eleita em 2014, por suposto abuso de poder econômico e político.

“João Santana e Monica Moura faltaram com a verdade no depoimento colhido pelo ministro relator Herman Benjamin, fazendo afirmações desprovidas de qualquer fundamento ou prova”, afirma Dilma.

“Dilma Rousseff nunca negociou diretamente quaisquer pagamentos em suas campanhas eleitorais, e sempre determinou expressamente a seus coordenadores de campanha que a legislação eleitoral fosse rigorosamente cumprida respeitada.

A ex-presidente argumenta que ‘tudo indica que o casal, por força da sua prisão por um longo período, tenha sido induzido a delatar fatos inexistentes, com o objetivo de ganhar sua liberdade e de atenuar as penas impostas por uma eventual condenação futura’.

João e Monica já estão condenados a oito anos e quatro meses na Lava Jato. Eles fecharam acordo de delação premiada.

“As evidências demonstram que, pelos pagamentos declarados ao Tribunal Superior Eleitoral pela campanha de Dilma Rousseff de 2014, João Santana e Monica Moura foram os profissionais de marketing mais bem pagos na história das eleições no Brasil, recebendo nada menos que R$ 70 milhões”, assinala a nota da Assessoria da petista.

“Desse modo, não havia e nunca houve qualquer razão ou motivo para que o casal recebesse nenhum centavo a mais pelos serviços prestados à campanha da reeleição, especialmente nos montantes pretendidos por Monica Moura e muito menos por meio de pagamentos não contabilizados”, afirma Dilma.

Fonte: Estadão

Defesa envia a Moro auditoria que conclui que Lula não cometeu atos de corrupção

lulaA defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anexou ontem (24) à ação penal a que ele responde na Justiça Federal em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, documento no qual afirma que uma empresa de auditoria independente concluiu que “não foram identificados” atos de corrupção praticados por ele na Petrobras. A auditoria foi elaborada pela empresa PricewaterhouseCoopers, a pedido dos advogados do ex-presidente, e enviada ao juiz federal Sérgio Moro.

“Não foram identificados ou trazidos ao nosso conhecimento atos de corrupção ou atos ilícitos com a participação do ex-presidente”, no período entre 2012 e 2016, diz a empresa no documento enviado ao juiz.

Na ação penal, Lula e o ex-ministro Antonio Palocci são acusados de ter conhecimento do repasse de dinheiro de caixa 2 pela Odebrecht ao PT. Segundo o empresário Marcelo Odebrecht, um dos delatores da Lava Jato, Palocci era responsável pela indicação de pagamentos que deveriam ser feitos a campanhas políticas. Segundo o empreiteiro, os recursos eram depositados em um conta informal que o partido mantinha com a empreiteira em troca de favorecimentos.

Em depoimento recente perante o juiz Sérgio Moro, o empreiteiro disse que os fatos ocorreram quando Lula já tinha deixado a Presidência da República. Durante o depoimento, Marcelo Odebrecht disse que Lula nunca pediu recursos diretamente a ele e que os repasses tinham sido combinados com Palocci.

Fonte: Agência Brasil

IBGE lança processo seletivo com 24.984 vagas para censo agropecuário

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta segunda-feira (24/4) edital de processo seletivo simplificado destinado ao preenchimento de 24.984 vagas. Os selecionados vão trabalhar no censo agropecuário 2017. Os postos temporários são para recenseador, nível fundamental, e agentes censitários, nível médio.

Será respeitado o percentual mínimo de 5% das vagas para candidatos com deficiência e 20% para pretos ou pardos. O salário para agentes censitários varia entre R$ 1.600 e R$ 1.900. No caso dos recenseadores, a remuneração vai variar de acordo com a produção de cada contratado.

O processo seletivo será organizado pela Fundação Getúlio Vargas.

As inscrições estarão abertas das 14h desta segunda-feira às 23h59 do dia 23 de maio, neste site. Para os cargos de nível médio, a taxa é R$ 39,50. Os interessados nos postos de recenseador, devem desembolsar R$ 22.

O período de contratação varia entre cinco e sete meses. A prova objetiva está marcada para o dia 16 de julho, das 13h às 17h.

Fonte: Metrópoles

Manchetes dos jornais de 24/04/2017

O Globo
Governo não cede à pressão de servidores e mantém proposta

O Dia
Jerry Adriani morre aos 70 anos em hospital no Rio

Extra
Palco de show de Luan Santana cede e fere seis pessoas no interior de São Paulo

Folha de São Paulo
Emmanuel Macron e Marine Le Pen vão ao segundo turno na França

O Estado de São Paulo
Após reunião, Temer avisa que não há espaço para ‘concessões’ em reformas

Correio Braziliense
Quatro homens agiram na chacina em Mato Grosso; vítimas foram torturadas

Valor Econômico
Ex-ministro do Equador é preso acusado de receber propina da Odebrecht

Estado de Minas
Coreia do Norte ameaça afundar porta-aviões dos Estados Unidos em ataque

Jornal do Commercio
Câmara terá semana agitada com debates e votações de reformas

Diário do Nordeste
Número de casos de dengue cai 70,7% em 2017 no Ceará

Zero Hora
Trabalhadores são soterrados por grãos em cooperativa na região das Missões

Brasil Econômico
Obras em refinaria renderam R$ 90 mi a aliados do PP, PT e PSB

A Tarde
Dezesseis pessoas são presas em “festa da maconha azul” na Bahia

Correio da Bahia
Policial militar é morto a tiros dentro de lanchonete em Ilhéus

Sport segura o Náutico e é finalista do Pernambucano 2017

Sem doses cavalares de dramaticidade, um morno Clássico dos Clássicos definiu o Sport como finalista do Campeonato Pernambucano 2017. Neste domingo (23), na Arena de Pernambuco, o Leão empatou em 1×1 com o Náutico e por ter vencido o primeiro jogo, na Ilha do Retiro (3×2), conseguiu carimbar o passaporte para a decisão, contra o Salgueiro, que eliminou o Santa Cruz no último sábado (22).

Na ordem lógica das cartilhas futebolísticas, o Náutico precisava entrar em campo a mil por hora, sufocando o adversário para reverter o prejuízo do primeiro jogo, vencido pelo Sport, na Ilha do Retiro. Não foi bem isso que aconteceu. Apesar de ter mais volume de jogo, o Timbu ensaiou uma pressão que não se traduzia em chances claras criadas. O melhor lance veio aos oito minutos, num chute de média distância de Erick, que desviou em Matheus Ferraz e parou na trave de Magrão.

A resposta do Leão veio numa oportunidade incrível desperdiçada por André, aos 22 minutos. Em bola levantada por Mena, o atacante não precisou nem pular, mas cabeceou para fora. E como futebol nem sempre segue a lógica, quando os visitantes estavam um pouco melhor em campo, o Náutico abriu o placar, aos 31 minutos. Em escanteio batido, Giovanni subiu no primeiro pau e fez 1×0. Enquanto ainda fazia a festa, a torcida alvirrubra lamentou quando, dois minutos depois, Matheus Ferraz também cabeceou sozinho e deixou tudo igual no placar.

Por toda a tensão e pelo caráter decisivo, esperava-se um segundo tempo pegando fogo dentro das quatro linhas. No entanto, não foi esse o cenário que se desenhou. O Náutico chegava apenas com chutes de longa distância sem muito perigo, criando muito pouco para uma equipe que precisava vencer. O Sport soube gastar o relógio e carimbou a classificação para final do Campeonato Pernambucano.

Fonte: Folha de Pernambuco

Estilo de João Doria de administrar vem causando queixas de seus auxiliares

O estilo do prefeito da cidade de São Paulo, João Doria (PSDB) e a forma com que vem administrando o seu mandato está assustando seus assessores de governo. A forma pragmática e urgente do ‘prefeito 24 horas’ com a qual vem tratando seus subordinados é tão violenta, que nesta semana surgiu a primeira baixa na equipe. Soninha Francine, ex-secretária de Assistência Social, foi demitida sob a alegação de que o trabalho no governo exige uma “demanda” que não combina com o seu “espírito”.

De acordo com Soninha, João Doria cobrava muita rapidez nos resultados em situações complexas e muito difíceis de resolver em apenas semanas.

De acordo com o Jornal Folha de São Paulo, desde que assumiu seu cargo na prefeitura da maior e mais rica cidade do país, Doria ainda não folgou nenhum final de semana. Seu ritmo de trabalho e sua agenda são alucinantes, o que está levando muitos secretários a reclamarem da forma de administração e do estilo ansioso de resolver problemas do tucano.

Agenda de João Doria no dia 10 de abril

Para se ter uma ideia do ritmo de trabalho de João Doria, a Folha de São Paulo exibiu como exemplo, a agenda do prefeito no dia 10 de abril (segunda-feira).

O dia começou às 7 horas com uma reunião envolvendo secretários e assessores no Palácio dos Bandeirantes. Às 10 horas foi para a prefeitura para fazer uma apresentação dos 100 dias de gestão. Ao meio-dia viajou para Porto Alegre e fez uma palestra às 15 horas em uma universidade. Logo em seguida, voltou para São Paulo, onde fez uma reunião de gabinete. Às 20 horas assistiu ao jogo entre Santos e Ponte Preta no Pacaembu e às 23h50 embarcou para a Coreia do Sul, em uma viagem que durou 22 horas de avião.

O resultado de toda essa correria é uma equipe de governo que com muita frequência exibe olheiras e cansaço extremo. Em entrevista, Doria afirmou que dorme de três a quatro horas por dia e que não precisa de remédios para dormir, apenas de vitaminas (que toma há mais de 36 anos), as quais fez questão de distribuir a sua equipe em uma reunião de secretariado.

Questionado pela Folha de São Paulo sobre seu ritmo acelerado, Doria disse que seus secretários e assessores foram prevenidos sobre sua forma de trabalho desde que assumiram seus cargos e diz “ninguém pode alegar surpresa”.

Questionado se vai mudar seus estilo após receber reclamações de sua equipe, Doria foi enfático e fez a seguinte afirmação: “Vai ser assim até o final. As tarefas precisam ser cumpridas.”

Fonte: BlastingNews