Vacinação contra a Covid: mais de 100 milhões de brasileiros estão totalmente imunizados

O Brasil passou da marca de 100 milhões de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid. O número alcançado desde que a vacinação começou em 17 de janeiro é de 100.499.968 vacinas aplicadas em segunda dose ou dose única, necessárias para completar o esquema vacinal contra a doença. O número registrado pelo consórcio de veículos de imprensa às 20h desta quarta-feira equivale a 47,11% da população do país.

“Em comparação com os demais países, não estamos chegando tarde não, mas em comparação com o que o Brasil poderia chegar, sim”, afirma o imunologista Gustavo Cabral ao g1 sobre a marca alcançada nesta quarta.

“Com todo o respeito, nós somos melhores em vacinas do que em qualquer outro país do mundo e poderíamos ter alcançado essa marca antes.” “Independentemente da marca alcançada no país, todos temos que ter as duas doses da vacina, isso não há dúvidas, e o mesmo se aplica quanto ao uso das máscaras. Isso nós não poderemos abrir mão tão cedo.“

“Apesar de nós termos obtido as vacinas tardiamente, foi fácil acelerar a vacinação nos estados e municípios por conta da estrutura do PNI e a equidade entre os municípios e estados, o que garante uma relativa equidade entre os percentuais de vacinados. Nos Estados Unidos, por exemplo, não há essa tradição. Eles montaram uma estrutura eficaz, mas não conseguiram ter a expansão de modo igual entre as regiões. Então, um estado pode ter 70% ou 80% de vacinados, enquanto outros estão descobertos, uma das causas do recente aumento no número de mortos por lá.”

Entre os que estão parcialmente imunizados no Brasil, quase 150 milhões já receberam a primeira dose de vacinas. Os dados do consórcio apontam são 149.950.990 doses aplicadas, o que corresponde a 70,29% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 2.704.015 pessoas (1,27% da população).

Somando a primeira dose, a segunda, a única e a de reforço, são 253.154.977 doses aplicadas desde o começo da vacinação.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *