Tribunal de Justiça nega pedido de liminar do Ministério Público e mantém plano de reabertura do comércio em Petrolina

Todas as medidas acerca da reabertura das atividades econômicas em Petrolina, decretadas pelo prefeito Miguel Coelho, estão mantidas. O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) negou pedido de suspensão da retomada do comércio feito pelo Ministério Público.

Em decisão divulgada nessa sexta-feira, 12, o desembargador Adalberto Oliveira entendeu que não existe urgência suficiente para o deferimento de uma liminar. O magistrado destacou que compete ao tribunal e não apenas ao relator o julgamento da medida cautelar de constitucionalidade.

Antes mesmo do plano de reabertura das atividades econômicas anunciado pelo governador Paulo Câmara, o prefeito de Petrolina decretou a retomada do comércio no município com 50% da capacidade. No final de maio voltaram a funcionar estabelecimentos da administração pública, comércio em geral, serviços, construção civil, igrejas, velórios, orla fluvial e parques.

Da redação do Blog Alvinho Patriota