Shoppings reabrem portas para circulação de clientes no dia 22 de junho, anuncia governo de PE

O governo de Pernambuco anunciou, nesta quarta (17), que shoppings estão liberados para reabrir para a circulação de clientes, a partir de segunda-feira (22), em algumas cidades. Na mesma data, voltarão a funcionar lojas de varejo com mais de 200 metros quadrados. O estado informou, ainda, que a construção civil poderá operar com carga máxima, já que, atualmente, só está liberada para trabalhar com 50% dos funcionários.

Para minimizar a disseminação da Covid-19, o shoppings terão de seguir um protocolo específico para reabrir. Haverá normas a serem obedecidas, de modo a proteger a saúde de funcionários e clientes.

“A reabertura dos shoppings foi antecipada em uma etapa. podendo entrar em funcionamento a partir da próxima segunda-feira (22). Há protocolos específicos, como controle de fluxo, com 30% da capacidade e horário de funcionamento das 12 às 20h. Lembro que a avaliação do comitê é semanal e o plano é dinâmico”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Bruno Schwambach.

No caso dos shoppings, o acesso às áreas comuns deverá ser controlado pela administração. Além do horário restrito de funcionamento, só poderá haver um cliente para cada dez metros quadrados de área de circulação. As praças de alimentação só poderão funcionar para delivery e coleta.

Dentro das lojas, assim como determinado anteriormente para o varejo de rua, a regra é 20 metros quadrados por cliente. Por exemplo: num estabelecimento de 200 m², deverá haver no máximo dez consumidores ao mesmo tempo no interior da loja. A equipe não entra no cálculo.

O governo ressaltou que a liberação não vale para todo o estado. Os 85 municípios das Matas Sul e Norte e do Agreste, em que os indicadores de saúde continuam crescendo, não vão avançar junto com as outras cidades. Eles permanecem na etapa 2 do plano, enquanto os demais municípios chegam à quarta fase.

Bares e restaurantes mais próximos de voltar

De acordo com Schwambach, houve outra antecipação. Os bares e restaurantes devem voltar a funcionar antes do previsto.

“Estamos antecipando em uma etapa os serviços de alimentação, bares, restaurantes, lanchonetes, que estavam programados para entrar na etapa 7, agora estão previstos para entrar na etapa 6, com 50% de sua capacidade e novos protocolos que estão sendo estabelecidos em diálogo com o setor”, declarou o secretário.

Fonte: G1