Servidores estaduais de Salgueiro reclamam do desmonte do Sassepe

Não é de hoje que as denúncias sobre o descaso do Governo de Pernambuco ao Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado (Sassepe) ganha as páginas deste blog. A mais recente vem de Salgueiro. Um servidor aposentado da Secretaria de Saúde do Estado foi realizar um exame de rotina no Pronto Socorro São Francisco e recebeu a informação que não poderia fazê-lo. A justificativa? O Sassepe não tem repassado os valores mensais referentes ao contrato de credenciamento.

Em contato com a unidade de saúde, o blog confirmou a situação e soube que, além dos exames que estão suspensos pela falta de repasse do Sassepe, os servidores que precisarem de atendimento tanto para consultas quanto internamento, só poderão usufruir desses serviços na unidade até o próximo dia 30. Após esse prazo, caso o Sassepe não honre com os débitos em abertos, os servidores ativos ou inativos do Governo de Pernambuco que precisarem de qualquer tipo de atendimento no pronto socorro não serão mais atendidos.

Fonte: Blog do Magno

4 comentários sobre “Servidores estaduais de Salgueiro reclamam do desmonte do Sassepe

  1. Roberto Gomes De Sá

    RESPOSTA DO IRH RECIFE: Negociamos com o Pronto Socorro de Salgueiro o retorno ainda hoje dos atendimentos aos nossos usuários. Quanto ao laboratório PETRI retorna o atendimento na próxima segunda-feira dia 20/06.

  2. Hélio Saraiva Peixoto Filho

    Deve ser por isso que o Candidato do PSB Danilo Cabral que é apoiado pelo Governo do Estado não decola e pelas pesquisas não vai nem para o Segundo Turno. Pernambuco precisa se ver livre fo PSB e seus líderes que não tem um pingo de respeito pelo povo, Como é que desconta o dinheiro nos contracheque dos servidores e não repassa para os Conveniados, isso é Fraude e nós últimos anos esse Governo tem inúmeros escândalos e fraudes publicados na imprensa, PERNAMBUCO não merece mais tanto escândalo.

  3. Alvinho Patriota

    Interessante que vêm sendo descontados nos contracheques dos servidores, regularmente, as contribuições para o Fundo, sem terem o retorno.