Senado aprova MP que viabiliza privatização da Eletrobras; texto volta à Câmara

O Senado aprovou nesta quinta-feira (17) a medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras, a maior empresa de energia elétrica da América Latina.

Em um primeiro momento da sessão, os senadores votaram o texto-base, aprovado por 42 votos a 37. Depois, passaram à análise dos destaques, isto é, propostas que visavam modificar o conteúdo da MP, e todos foram rejeitados.

Como houve mudanças na versão aprovada pela Câmara dos Deputados, no mês passado, o texto precisará ser novamente analisado pelos deputados. A votação está prevista para a próxima segunda (21), um dia antes de a MP perder validade.

O governo afirma que a privatização da Eletrobras pode reduzir a conta de luz em até 7,36%. Entidades do setor elétrico, contudo, dizem que a conta pode ficar mais cara.

Fonte: G1

Um comentário sobre “Senado aprova MP que viabiliza privatização da Eletrobras; texto volta à Câmara

  1. DAMIÃO SÁ

    ACREDITO E MUITO QUE A MAIORIA DOS PARLAMENTARES (DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DA REPÚBLICA) FAVORÁVEL A VENDA OU PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS, NÃO SERÃO REELEITOS OU SEJA NÃO RENOVARÃO OS SEUS MANDATOS NO ANO DE 2022,PELO QUE EU ENTENDI, COM A PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRAS TANTO AS CONTAS DE ENERGIA ELÉTRICA FICARÃO MAIS CARAS.

    OS POLÍTICOS POR ESTE ATO RESPONSÁVEIS, INCLUSIVE O SENADOR AUTOR DESTE PROJETO O SENADOR MARCOS ROGÉRIO (ACREDITO QUE NÃO RENOVARÁ O SEUS MANDATO), DEVERIAM TORNAR PÚBLICO COMO ISTO OCORRERÁ, NÓS ESTAMOS ACOMPANHANDO A TV CÂMARA E A TV SENADO