Secretário estadual de Saúde informa que variante do coronavírus originada em Manaus circula em Serrita desde fevereiro

Durante entrevista coletiva nessa quinta-feira, 6, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que amostras coletadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em fevereiro identificaram presença de duas variantes do coronavírus em diversos municípios pernambucanos (P1 e P2). Ele afirmou que a P1, originada em Manaus, já predomina no Estado. Entre as amostras coletadas está a de um paciente de Serrita, onde foi encontrada a variante de Manaus.

“Na análise de 17 amostras que foram analisadas especificamente no mês de fevereiro, 13 eram P1 e quatro eram de P2. Essas amostras eram de pessoas residentes nos municípios de Recife, Olinda, Jaboatão, Serrita, Carpina e Vicência”, informou, dizendo que aguarda uma análise mais atualizada do Fiocruz.

Nos últimos meses, Serrita viu o número de casos da Covid-19 aumentar exponencialmente. O município registrou uma elevação de 209% na confirmação de novos casos ao longo de março. O clima na cidade é de muita tensão, após o secretário divulgar a presença da variante mais contagiosa circulando entre a população.

Da redação do Blog Alvinho Patriota