Projeto “Pernambuco Doce” termina em dezembro beneficiando dezenas empresas do Sertão

Termina em dezembro o projeto “Pernambuco Doce: Resgatando Tradições”, da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (Seteq-PE), em parceria com o Sebrae, que mudou a vida de vários empreendedores no Sertão. A ação tem como principais finalidade o resgate da forte ligação pernambucana com a fabricação artesanal de doces, bem como a qualificação da mão de obra envolvida no processo.

Iniciado em setembro de 2018, contemplou 13 empresas em Arcoverde, 13 em Petrolina e oito em Pesqueira. Uma das beneficiadas é a “Cocada Artesanal: Sabor do Nordeste”, criada em Petrolina pelo empresário Valdicelmo Cardoso, 32 anos.

Valdicelmo disse que participar do projeto melhorou sua empresa. “Após a consultoria realizada pelo SEBRAE melhoramos bastante a qualidade do produto, a vida útil do produto em si, ajudou bastante no crescimento e no amadurecimento da empresa”, afirmou.

Cinco fase integram o projeto: diagnóstico, melhoria da produção, melhoria da gestão, acesso a mercados e gestão do projeto. Atualmente a ação está na 4ª fase em todas as cidades contempladas.

Da redação do Blog Alvinho Patriota