Presidente do DCE da Univasf afirma que foi expulso por prefeito de Salgueiro ao pedir renovação de doação de terreno para campus

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Univasf publicou um vídeo nas redes sociais nesta quinta-feira, 16, no qual o presidente da instituição, Bruno de Melo, afirma que o prefeito de Salgueiro, Marcones Sá, expulsou uma comissão que foi à prefeitura pedir renovação da doação do terreno na antiga estação ferroviária para a construção do campus da universidade na cidade.

Clique aqui para assistir o vídeo no Instagram

“Hoje começamos uma conversa com o prefeito Marcones Sá, na sala dele. Sentamos à mesa, iniciamos o papo, e quando pedi o nosso terreno da Univasf de volta, o prefeito bateu na mesa, se levantou e disse que o assunto estava encerrado”, relata Bruno em publicação no Instagram.

“Nós queremos um terreno acessível para não ter que gastar mais com transporte, gastar mais com alimentação… Porque hoje, quem está na Univasf é de origem popular, que precisa ter apoio do prefeito e apoio dos vereadores”, ressalta.

“Ontem estivemos na Câmara de Vereadores e fomos bem recebidos, diferente de hoje. Os vereadores nos aplaudiram, nos deram apoio, deixaram a gente falar, até passando do tempo, mas hoje a gente está sendo expulso da prefeitura”, completa o líder estudantil em gravação na mesma rede social.

Fica o espaço aberto para a Prefeitura de Salgueiro se pronunciar a respeito desse acontecimento.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

6 comentários sobre “Presidente do DCE da Univasf afirma que foi expulso por prefeito de Salgueiro ao pedir renovação de doação de terreno para campus

  1. Dome Gomes

    Ao invés de dar satisfações à população, o grupo Freio de Mão & Cia solta nas redes um video com produção profissional desqualificando o representante dos estudantes. O que conseguiu na realidade foi de forma de indireta lançar sobre o jovem representante e representados, a qualidade de vagabundos. A bem da verdade, a culpa(dolo) pelas carteiras de trabalho em branco é do espantalho do desenvolvimento que vem governando o município em 17 anos e atrapalhou em mais 4. ACORDE, POVO!

  2. Alvinho Patriota

    Lamentável essa situação. Para se tratar de assuntos tão sérios precisa-se de agenda institucional.
    Cadê a Univasf?
    Não se venha dizer que a Universidade está para atender apenas os alunos de Salgueiro (e do centro).
    Quando cursei a faculdade como tantos de Salgueiro-PE, tínhamos que viajar até 500 km, ida e volta (Crato, Souza, Patos), sem qualquer ajuda do Poder Público.
    Não estou acusando nem defendendo administração atual ou anterior. Acho no entanto que assuntos dessa natureza precisam ser tratados com seriedade, em audiência pública e não com sensacionalismo. Até porque não se consegue as coisas no grito.
    Ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer algo senão por força de lei. A lei da doação caducou, precisa de outro projeto e não se consegue à força e sim, com o diálogo.
    Eu particularmente sou a favor da descentralização da Univasf para o campus universitário que existe em Salgueiro, onde estão o Instituto Federal (cujo terreno, salvo engano150 hectares) foi adquirido pela Prefeitura e doado a União, estando mais de 90% ocioso, lamentavelmente; o CES e a UPE. Além do IML em fase de construção.
    Bem, precisamos garantir melhor mobilidade não para um bairro e sim para toda região.
    Respeito, contudo, toda decisão democrática e não conseguida no grito, sobretudo de quem não representa nossa sociedade, isoladamente.
    Alvinho Patriota

  3. José Galdino de Carvalho Feitosa

    Se já existe o terreno e a UNIVASF aceitou, porque tanta polêmica? Porque não deixar as coisas prosseguirem? Esse terreno que alguns quem levar a UNIVASF para lá a quem pertence?e qual o valor do referido terreno? Será que não é mais viável fazer onde já tem o terreno? Existe coisas aí que alguém precisa explicar.

  4. Alex Sousa Siva Ferreira

    Queremos um posição da administração municipal sobre o concurso da FACHUSC que foi suspenso por a atual gestão e não foi retomadoo mesmo após o prazo dado, somos pais de família respeitem os candidatos.
    Alguém da redação desse blog faça alguma publicação questionando a administração, ajudem o povo merece o respeito.

  5. Leitor do blog

    Esse cara é muito sensacionalista. Esse campus não vai ser construído na antiga estação, não sei qual a dificuldade em aceitar isso. Os estudantes da UPE e IF se deslocam até as instalações as margens da 232, e os da Univasf não querem fazer o mesmo por qual motivo?