Mais uma homenagem a Sertânia

Neste domingo de descanso presto mais uma homenagem a Sertânia, município onde nasci e vivi a infância e parte da juventude. Faço mais essa deferência através de uma música escrita pelo poeta e professor Waldemar Cordeiro, que foi um marco inicial na minha vida. Além de ter sido meu professor, me deu a primeira oportunidade de emprego, aos 15 anos, em seu cartório. A intérprete da canção,  professora Edileuza Oliveira, tinha afinidade comigo porque era viúva de um ex colega meu, Juraci. Infelizmente perdemos dona Edileuza essa semana. (Escrito por Alvinho Patriota)