Grupo do ramo de exploração e exportação de minérios formaliza interesse em concluir Ramal Suape da Transnordestina

Um dos maiores exploradores e exportadores de minérios do Brasil, o Grupo Bemissa, formalizou nessa quinta-feira, 2, junto ao Ministério da Infraestrutura, interesse em concluir o Ramal Suape da Ferrovia Transnordestina. O plano da empresa é instalar um terminal de minério de ferro na Ilha de Cocaia, em Suape, e escoar a produção de suas jazidas no Piauí via Transnordestina.

O Ramal Suape possui 717 quilômetros de extensão, ligando Curral Novo-PI ao Porto de Suape, na Região Metropolitana do Recife (RMR). A empresa pretende investir até R$ 5,7 bilhões, gerando centenas de empregos em Pernambuco. Salgueiro pode ser beneficiado por estar situado na encruzilhada dos dois ramais.

Detalhes da parceria entre o Grupo Bemissa e o Governo Federal serão divulgados em breve. Isso deve acabar com o imbróglio gerado após o Ministério da Infraestrutura anunciar a retirada do Ramal Suape do projeto gerido pela Transnordestina Logística S.A.

Da redação do Blog Alvinho Patriota