EUA concluem retirada das tropas do Afeganistão após 20 anos de ocupação

As tropas americanas deixaram o Afeganistão na segunda-feira (30), segundo o governo dos Estados Unidos, que corria contra o tempo para concluir a retirada de diplomatas, militares, aliados e colaboradores até a data limite de 31 de agosto.

Com a partida dos últimos voos do aeroporto internacional de Cabul, tem fim a mais longa ocupação da história americana.

O presidente americano, Joe Biden, disse em um comunicado que a missão de retirada encerrou duas décadas de presença militar dos EUA no Afeganistão e fez uma homenagem aos 13 soldados mortos em um atentado terrorista no aeroporto de Cabul na semana passada.

“[A missão foi concluída] nas primeiras horas de 31 de agosto, horário de Cabul, e mais nenhum americano irá perder sua vida”, disse o presidente.

Ele disse ainda que irá fazer um pronunciamento na tarde desta terça-feira (31) para explicar a decisão de não estender a retirada das tropas para além do prazo estabelecido e afirmou que a comunidade internacional espera que o Talibã cumpra com o compromisso de permitir a saída daqueles que queiram deixar o país.

O chefe do Comando Central dos EUA, órgão responsável pelas operações militares na região, general Frank McKenzie, disse em entrevista coletiva que o embaixador americano em Cabul embarcou, na segunda, no último voo a deixar o aeroporto internacional da capital afegã.

“O último ocupante americano se retirou do aeroporto de Cabul às 12h e o nosso país ganhou a sua total independência”, escreveu o porta-voz no Twitter.

O secretário de Estado dos EUA, Anthony Blinken, disse em pronunciamento esperar que mais países se ofereçam para receber de forma permanente afegãos que deixaram o país. “Essa operação foi um empreendimento global em todos os sentidos”, ressaltou.

Fonte: G1