Covid: com 1.631 novas mortes, Brasil completa uma semana de queda na média

O Brasil registrou hoje 1.631 novas mortes por covid-19, totalizando 523.699 óbitos pela doença desde o início da pandemia. Com isso, o país completa uma semana com tendência de queda na média móvel de mortes. Os dados são obtidos pelo consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte, junto às secretarias estaduais de saúde.

Pelo quarto dia consecutivo, a média móvel de mortes ficou abaixo de 1.600. Foram 1.554 mortes em média nos últimos sete dias, o que indica uma queda de 25% na comparação com 14 dias atrás.

Devido a oscilações nos dados da covid-19 que ocorrem aos fins de semana e feriados, a média móvel diária é o índice mais adequado para a análise do comportamento da pandemia, segundo especialistas. A média de hoje é comparada com o índice de duas semanas atrás —período comum de manifestação da doença. Se ficar abaixo de -15%, indica tendência de queda, acima de 15% é aceleração e, entre os dois valores, indica estabilidade nas mortes.

Embora esteja em queda há uma semana, esse índice continua alto e está acima de 1.000 há 164 dias. Durante a chamada primeira onda, o maior tempo que a média móvel ficou acima de mil foi 31 dias.

Também foram registrados 54.101 novos casos de infecção pelo coronavírus desde as 20h de ontem. O total de infecções desde o começo da pandemia chegou a 18.740.486.

Os dados não representam quando os óbitos e diagnósticos de fato ocorreram, mas, sim, quando passaram a constar das bases oficiais dos governos.

Pela segunda vez seguida, as cinco regiões do país registraram tendência de queda: Centro-Oeste (-18%), Nordeste (-32%), Norte (-24%), Sudeste (-17%) e Sul (-39%).

Além disso, o país teve hoje o maior número de estados em queda desde meados de maio: foram 17 mais o Distrito Federal. Outros nove tiveram estabilidade. Pelo quarto dia consecutivo, nenhum estado registrou alta.

Fonte: UOL