Comércio é liberado em praias e lojas têm novos horários; veja como ficam atividades em Pernambuco

Entraram em vigor, nesta segunda-feira (26), as novas regras do plano de convivência com a Covid-19 em Pernambuco. Entre as novidades, estão a liberação do comércio de praia durante a semana e novas opções de horários para lojas de bairro, além de novidades aos finais de semana. Atividades como shows e cinemas continuam proibidas.

As medidas restritivas que valeram até o domingo (25) foram decretadas no fim de março, depois de um período de quarentena em todo o estado. As atuais valem, ao menos, até o dia 9 de maio.

No decreto que regulamenta as atividades a partir desta segunda, publicado no Diário Oficial do sábado (24), o governo considerou que “a vacinação não tem avançado na velocidade necessária e que os números das últimas três semanas, apesar de estáveis, mostram um patamar ainda alto de casos, óbitos e internações”.

Todas as atividades autorizadas a funcionar devem seguir os protocolos setoriais, que já foram divulgados anteriormente e podem ser consultados no site do governo. Além do uso de máscara, é preciso respeitar as limitações de capacidade de ocupação de cada setor.

De acordo com o decreto, fica mantido, a partir desta segunda (26), o acesso a praias marítimas e fluviais, inclusive aos calçadões, ciclofaixas, parques e praças em todo o estado, sem aglomeração, permanecendo vedada a utilização de som.

Foi liberado das 9h às 16h, de segunda-feira a sexta-feira, o comércio na faixa de areia das praias, obedecidos os protocolos sanitários. Nos finais de semana e feriados, o comércio na faixa de areia continua proibido.

A realização de celebrações religiosas presenciais em igrejas, templos e demais locais de culto, sem aglomeração, fica permitida das 5h às 20h de segunda-feira a sexta-feira e das 5h às 18h nos finais de semana e feriados.

O retorno das aulas e atividades presenciais nas escolas e universidades, públicas e privadas foi mantida, conforme cronograma e horários divulgados pela Secretaria de Educação de Pernambuco.

Fonte: G1PE