Atitudes “dúbias” de Bolsonaro “assustam” o mundo, diz Toffoli

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro José Antonio Dias Toffoli, afirmou que atitudes “dúbias” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “impressionam e assustam” o Brasil e o mundo.

O ministro pediu uma “trégua” entre Poderes e prioridade no combate ao coronavírus em um ato em defesa da democracia e do Judiciário promovido por entidades que congregam juízes, procuradores, advogados e jornalistas.

Bolsonaro tem repetido o ato de cumprimentar militantes que, aos domingos, fazem aglomerações pedindo o fechamento do STF e do Congresso Nacional e a volta da ditadura militar.

“Algumas atitudes têm trazido uma certa dubiedade”, afirmou Toffoli em seu discurso no evento, realizado virtualmente pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

“Essa dubiedade impressiona e assusta a sociedade brasileira, também a comunidade internacional, a economia internacional. Nós precisamos de paz institucional, prudência, união no combate à covid e a seus efeitos colaterais.”

Antes de fazer a crítica, Toffoli lembrou que, no ano passado, Bolsonaro foi “firme contra” a abertura de CPI sobre o Poder Judiciário. Também destacou que o presidente e seu vice foram eleitos democraticamente e juraram defender a Constituição.

“Aqui eu dialogo com os presidentes de Poderes, em especial o presidente Bolsonaro. Não são mais possíveis atitudes dúbias. Eu tenho certeza de que o presidente Bolsonaro, em todo o relacionamento harmonioso que tive com ele, como tenho com seu vice-presidente Hamilton Mourão… Eles juraram defender a Constituição e são democratas.”

Fonte: UOL