Vida FM Salgueiro FM

Vereadora Paizinha Patriota pede vista de projeto de concurso público, propondo aumento da quantidade de cargos

Colocado em plenário em primeiro turno nessa quarta-feira, 18, o projeto de concurso público apresentado pelo presidente da Câmara de Vereadores de Salgueiro, George Arraes, ficará mais um tempo em análise. A vereadora Paizinha Patriota pediu vista da proposta, cobrando aumento da quantidade de cargos disponibilizados. O texto atual propõe abertura de 13 vagas efetivas em cinco cargos.

“Eu vou pedir vista ao Projeto de Lei 61/2019, do concurso público, por entender e verificando, analisando alguns cargos, eu entendo que tem necessidade de aumentar mais alguns cargos. A gente vai combinar com vossa excelência (George Arraes) e com todos os vereadores, porque não estamos aqui para impor, mas sim pra propor em conjunto. Então de antemão eu já digo que vou pedir vista ao projeto”, antecipou Paizinha na tribuna.

Em seguida, fez questão de ressaltar que não é contra ao concurso. “Sou a favor do concurso público, mas verificando direitinho acredito que está faltando alguns cargos”, completou. Após a reunião, Paizinha disse que vai sugerir a inclusão cargos como motorista e jornalista.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

2 comentários sobre “Vereadora Paizinha Patriota pede vista de projeto de concurso público, propondo aumento da quantidade de cargos

  1. Machado Freire

    Ora, se o Ministério publico mostrou em um expediente recente enviado à Mesa Diretora da Câmra de Vereadores de Salgueiro que existem 44 funcionários, deles, apenas seis sao do quadro permanentes.

    Ai vem a Mesa Diretora com uma proposta para criar apenas 15 cargos através de concurso.

    Al-em disso, a maioria se relacional a servidores cujos cargos tem os salários bem baixinho.

    Tem que mexer nisso ai imediatamente !

  2. Alvinho Patriota

    Muito sensata a posição da Vereadora, primeiro, porque nenhum projeto de lei, principalmente dessa magnitude deve ser votado às pressas, ou seja, sem que todos os Parlamentares tenham conhecimento profundo sobre a matéria.
    Segundo, porque em se tratando de concurso público, precisa saber se o projeto está contemplando todas as necessidades da Casa, para evitar a contratação de cargos comissionados, geralmente com salários muito acima dos efetivos, para as mesmas atividades, apenas se mudando a nomenclatura, infringindo a isonomia constitucional.
    Por fim, importante que fosse publicado antes da votação do projeto, para conhecimento geral:
    * Relação dos cargos e remunerações da Câmara, efetivos e comissionados.
    Alvinho Patriota.