‘Vai comprar lá na Venezuela’, rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz.

No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa do Distrito Federal, o chefe de Estado ouviu de um frequentador: “Bolsonaro, baixa o preço do arroz, por favor. Não aguento mais”.

De acordo com relatos da mídia, o presidente ficou irritado e retrucou, segundo vídeo publicado pelo site Poder 360: “Tu quer que eu baixe na canetada? Se você quer que eu tabele, eu tabelo. Mas você vai comprar lá na Venezuela”.

O frequentador da feira não respondeu ao presidente, que ainda afirmou: “Fala e vai embora”. Em seguida, Bolsonaro retornou ao Palácio da Alvorada.

O preço do arroz aumentou cerca de 50% em 2020. Para conter a inflação do produto, o governo zerou as taxas de importação do alimento até 31 de dezembro. A redução temporária está restrita à quota de 400 mil toneladas.

Fonte: Sputnik

4 comentários sobre “‘Vai comprar lá na Venezuela’, rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

  1. Sara

    Esse foi presidente escolhido, não pela maioria, mas por uma parte significativa da sociedade. Um presidente sem ética, sem educação e sem empatia. Reflexo de um povo sem conhecimento político. Além de uma parte q se omitiu na hora de votar. Pois quando se omite um voto favorece o pior. A população precisa entender a importância do seu voto, bem como suas consequências. Não foi por falta de aviso que esse presidente ia ser assim. Pois quem acompanha a política sabe q ele foi deputado 30 anos e nunca apresentou um projeto de lei. 30 anos as custas do Estado. Agora temos um eleição municipal. Procurem conhecer o político que vc tá votando. Busquem o historico dele para ver se ele merece seu voto e se terá compromisso com a população. Cuidado com as promessas milagrosas e as falácias. Não votem em político apoiado por esse presidente incompetente. “…O poder emana do povo” (Constituição Federal 1988).
    Faça a diferença. Diga não aos exploradores do povo.

    1. Damião

      Sara você mostrou sua imparcialidade, sua prudencia, sua visão e seu conhecimento, infelizmente nós temos políticos de último instante que só mostram trabalhos de últimas horas e o povo ainda acredita e gosta de serem enganados,o que não é o seu nem o meu caso e nem de raras pessoas; além disso nós temos uma legislação eleitoral cada vez mais decadente, onde já se viu uma legislação eleitoral onde diz, que: se em um pleito, em uma determinada cidade onde exista 1000, um deles obtiver 5 votos e o outo 4 votos, o candidato vencedor será o que obteve os 5 votos, enquanto os 991 votaram nulo ou branco, como poderia a eleição ser válida, isto é uma vergonha; e: enquanto existir eleitores que não querem enxergar a realidade (cego que não querem vê), estes em especial viverão sempre no marasmo.

      1. Sara

        Verdade Damião. Ainda há o muito o que consertar nessa lei. Por isso a importância de uma reforma política. Mas o mais difícil é a conscientização das pessoas. Veja o comentário de quem não tem argumentos e claro, não entendeu do q a gente tá falando.