Univasf suspende contratos administrativos por causa de contingenciamento do MEC

Mais de 100 postos de trabalho foram reduzidos na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) em decorrência da suspensão de contratos administrativos a partir deste mês. A medida foi tomada pela Reitoria buscando adequar a realidade financeira da instituição, após o contingenciamento de recursos do Ministério da Educação (MEC), que bloqueou de 30% a 37% do orçamento previsto para a instituição este ano.

Estão suspensos por 180 dias os contratos com empresas terceirizadas em serviços de limpeza, vigilância, segurança, motoristas, recepcionistas, entre outras funções. Segundo a Univasf, foram afetados principalmente os setores vinculados diretamente à Reitoria, pró-reitorias e secretarias, cujos serviços envolvam a execução de atividades administrativas. A redução dos postos de trabalho não inviabiliza o funcionamento da universidade, mas diminui a capacidade de atendimento ao público.

Nessa segunda-feira, 1, a Reitoria realizou uma reunião no auditório principal do Complexo Multieventos, no Campus Juazeiro-BA, com objetivo de esclarecer possíveis dúvidas da comunidade acadêmica e externa. Na oportunidade, o reitor Julianeli Tolentino de Lima apresentou as mudanças previstas durante o processo de negociação com o MEC para destravar o orçamento.

Da redação do Blog Alvinho Patriota