Transparência III

ff1

Algum tempo atrás fui procurado por um senhor que me disse mais ou menos assim: Alvinho o que fazermos para que os administradores da nossa cidade informem o quantitativo, as medidas, as origens dos recursos e outros dados para que a população possa também fiscalizar os serviços públicos já que são executados com o dinheiro do povo?

dsc00938

Foi quando propus um projeto que se transformou na Lei Municipal n° 1.590/2007, sancionada pelo atual prefeito, Marcones Libório de Sá, à época vice em exercício (veja texto abaixo). Entretanto, como muitas, essa norma não está sendo cumprida, conforme se vislumbra da foto que ilustra esta matéria.

A partir de agora esperamos que a administração pública, observe os requisitos legais, neste particular, demonstrando transparência nos seus serviços.

digitalizado-em-22-10-2009-16-48

2 comentários sobre “Transparência III

  1. Carlos Alberto Raimundo

    Muito bem Alvinho, precisamos dar transparência as obras públicas, principalmente quando se tratar de convenios ou recursos próprios, e a placa de obra é coisa obrigatoria, principalmente de forma detalhada com os dados essencias para a população.

  2. arnaldo luciano de alencar

    caro alvinho, se falando em transparencia gostaria de saber do nobre vereador,se for possível fazer um levantamento para se saber quanto o municipio gasta com carro de som e pagamento aos hoteis da cidade para tanto encontro e reuniões.motivo!Acho eu,que os valores devem ser bem altos,pois todos os dias tem carro de som com anuncios da prefeitura,coisa que o municipio poderia adquirir um carro para tal serviços,quanto aos hoteis acho que com tantos encontros dária para se fazer um auditório para os referidos encontros.