vetado

Plantão Covif-19: Lista dos serviços essenciais conforme Decreto Presidencial

Projeto Água Viva é vetado pelo prefeito

acude-novo-07

Açude Novo

O projeto de lei de autoria do vereador, Alvinho Patriota (PV), batizado de “Programa Água Viva”, que propunha a revitalização de todos os açudes e mananciais de Salgueiro, foi vetado pelo prefeito do município, após ter sido aprovado na Câmara de Vereadores da cidade. Os vereadores tinham poder de derrubar o veto, mas nas últimas reuniões plenárias os parlamentares da base aliada resolveram mudar o voto a favor do veto do gestor municipal.

A alegação para não consentimento do projeto foram muitas, entre elas o fato de no inciso III do artigo 3° conter a frase “plantação de árvores”, quando, segundo o prefeito, o correto seria “revitalização da mata ciliar”. Projeto foi divulgado assiduamente neste blog e na emissora de rádio Vida FM, recebendo total apoio que grande fatia da população, que até hoje posta comentários a favor do programa. “muito bom esse projeto, melhor seria, se o mesmo fosse implantado também na zona rural de salgueiro pra que os nossos agricultores e agricultoras também fossem beneficiados”, comentou uma internauta identificada como Diana.

Já a leitora Giliane, achou o projeto excelente e deu algumas sugestões. “Excelente projeto, e já que ultimamente o assunto mais discutido é a respiração do planeta, nada mais justo! Concordo com tudo que os outros blogueiros já disseram, quero acrescentar apenas que acho uma boa idéia que além de fruteiras sejam plantadas árvores nativas e entre elas algumas flores como os ipês (amarelos, brancos e roxos) que quando não estão ‘lorados estão folhados’, fazem um bem danado a visão”, destacou.

Entre os principais pontos do projeto estão a execução de projetos ambientais por entidades ou grupos de pessoas com assistência do poder público, coleta seletiva de resíduos nas bacias e margens dos mananciais, plantação de árvores, implantação de equipamentos de lazer e povoação dos açudes do município com peixes e outras espécies aquáticas. Pelo projeto o poder público também poderia fechar convênios para execução das ações, dentro dos trâmites legais.

Da redação do blog de Alvinho Patriota por Chico Gomes