Plantão Covif-19: Lista dos serviços essenciais conforme Decreto Presidencial

Reino Unido e Alemanha fazem críticas a Macron e defendem acordo UE-Mercosul

O Reino Unido criticou neste sábado (24) a postura do presidente da França, Emmanuel Macron, de querer bloquear o acordo comercial entre União Europeia e Mercosul para pressionar o Brasil sobre os incêndios florestais na Amazônia.

Ao chegar para a cúpula de países do G7, que começou neste sábado, na França, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson disse que prejudicar o acordo comercial não é o melhor caminho para resolver a questão.

“Há todo tipo de pessoa que usará qualquer desculpa para interferir no comércio e frustrar os acordos comerciais, e eu não quero ver isso”, disse Johnson.

O Reino Unido acompanhou o posicionamento Alemanha. Na noite de sexta-feira (23), um porta-voz da chanceler Angela Merkel disse que não concluir o acordo comercial com os países do Mercosul “não é a resposta apropriada para o que está acontecendo no Brasil agora”.

“A não conclusão do acordo com o Mercosul não ajudaria a reduzir a destruição da floresta no Brasil”, acrescentou o porta-voz.

Um funcionário do escritório de Macron disse que o líder francês explicou mais tarde sua posição a Merkel. “É algo que o presidente explicou à chanceler para que ela entenda a posição que ele assumiu ontem e isso é algo que ela entendeu muito bem”, disse a autoridade.

Fonte: G1