Promotor é preso por suspeita de assassinato da esposa, em Minas Gerais

O promotor de Justiça André Luis Garcia de Pinho, de 51 anos, foi preso na manhã deste domingo (4/4) em seu apartamento, no Bairro Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte-MG. A condução à delegacia foi parte das diligências da Polícia Civil para apurar a morte da mulher dele, sexta-feira (2/4), na mesma residência.

A morte de Lorenza Maria Silva de Pinho, de 41 anos, foi reportada pelo marido à polícia na sexta-feira. O promotor, com quem ela tinha cinco filhos, alegou em depoimento que ela teria se engasgado. Na manhã deste domingo vários veículos da polícia cercaram a rua do prédio onde o promotor reside e o levaram. Os filhos foram levados por parentes da mãe.

Após a morte de Lorenza, a cremação do corpo chegou a ser marcada para ocorrer neste domingo, no Cemitério Parque Renascer, em Contagem, na Grande BH, mas a polícia teria demandado mais exames. O corpo seguiu então para exame de necropsia no Insituto Médico-Legal (IML), mas os resultados não foram divulgados. A Polícia Civil afirma, apenas, que tem prazo legal de 30 dias para chegar a um resultado.

Fonte: Correio Braziliense