Vida FM Salgueiro FM

Personagem (XVIII)

Cassimiro Vereda: Um Ritmista e Compositor Popular de Salgueiro

Salgueiro é um ‘celeiro’ de artistas e de talentos dos mais variados estilos, muitos deles desconhecidos por grande parcela da população.  Cassimiro Vereda é uma dessas estrelas ofuscadas que não são muito reconhecidas nas ruas, mas que vão ficar eternizadas na história da cultura popular salgueirense. Nascido no Sítio Curral Velho, zona rural de Salgueiro, no ano de 1934, Vereda tornou-se uma dos maiores ritmistas e compositores populares do Nordeste.

Começou a tocar cavaquinho aos oito anos nas áreas rurais de Salgueiro, tornando-se mestre na arte de tocar o pequeno instrumento. Com 18 anos foi morar na casa de uma tia em São Paulo, onde participou de várias gravações de grandes forrozeiros, como Severino Januário, Luiz Gonzaga, João do Pife, Antonio Levino, Chiquinha Gonzaga, entre outros músicos. O talento o gabaritou a filiar-se na Ordem dos Músicos do Brasil (OMB) nos anos 70.

Cassimiro segura foto em que aparece tocando ao lado de Luiz Gonzaga

Para garantir os direitos de suas composições, Vereda também se filiou a Sociedade Independente de Compositores e Autores Musicais (SICAM) e a Sociedade Administradora de Direitos de Execução Musical do Brasil (SADEMBRA). Depois de retornar para Salgueiro em 1983, passou 25 anos sem ir a São Paulo e acabou perdendo tudo o que foi arrecado com suas músicas, a maioria instrumental de cavaquinho.

Cassimiro também foi controlado pela Ditadura Militar, que determinava quais as canções que poderiam ser tocadas no Brasil nos anos 60, 70 e 80. Ele se espanta com a ‘depravação’ das músicas na atualidade. “Hoje em dia qualquer música, sem sentido, é gravada e já está tocando nas rádios sem nenhuma fiscalização”, analisa. Atualmente o ritmista apresenta o ‘Programa Cassimiro Vereda’ todos os domingos na rádio Asa Branca AM, e o ‘Ao Cair da Tarde’ de segunda à sexta-feira na Rádio Vida FM.

Por Chico Gomes

Um comentário sobre “Personagem (XVIII)