Vida FM Salgueiro FM

Pastor é preso acusado de oferecer cura em troca de relação sexual

Acusado por estuprar quatro adolescentes, o pastor evangélico Pedro Jorge dos Santos Teixeira, de 31 anos, foi preso há mais de um mês. As vítimas são dois meninos e duas meninas, entre 14 e 17 anos, que frequentavam a Igreja Apostólica dos Mistérios de Deus, em São Mateus-SP, fundada por Pedro.

A acusação, feita pelo Ministério Público, diz que o pastor oferecia cura em troca de sexo, alegando incorporar o anjo Camael. De acordo com investigações da Polícia Civil, os crimes aconteceram entre 2014 e agosto deste ano. O caso foi registrado no 49º DP, que apura a existência de outras vítimas.

O pastor responde por estupro, estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude. Detido no Centro de Detenção Provisária (CDP) de Guarulhos, na Grande São Paulo, o religioso se diz inocente.

Segundo apuração do G1 e a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, a juíza Tatiane Moreira Lima, do Setor de Violência Contra Infante, Idoso, Pessoa com Deficiência e Tráfico Interno de Pessoa (SANCTVS), alterou a prisão temporária para preventiva, o que significa que o pastor ficará detido até o julgamento.

Fonte: VEJA SP

2 comentários sobre “Pastor é preso acusado de oferecer cura em troca de relação sexual

  1. Machado Freire

    È o tipo do troço que a gente quer torcer o nariz e não consegue, quer ficar calado, mas não pode:

    O “pastor” com 31 anos de idade estupra quatro jovens de 14 e 17 anos.

    Isso é uma igreja?

    `Pode ser tudo, menos uma igreja!

    Não posso esquecer do caso de uma amiga que frequentava uma dessas “igrejas” e quase fica louca com as sessões que mas parecem com “torturas psicológicas” onde os “fiéis” se submetes a “lavagem cerebral”.

    Minha amiga que trabalha como diarista, revelou que foi obrigada a repassar dois meses de salario para essa entidade que recebe o nome de igreja.

    Vamos orientar os incautos, os leitos, os “servos de Deus” que se envolvem nessas questões.

    Não vamos permitir que esses miseráveis exploradores continuem prejudicando jovens, adolescentes e idosos, usando o nome de Deus.

    Devemos levar essas casos para a Polícia imediatamente.

    Não aceitem ser explorados de jeito nenhum !!!!