Vida FM Salgueiro FM

Moradores do Alto das Abelhas protestam em frente ao escritório da Compesa em Salgueiro

Cerca de 10 moradores do Alto das Abelhas se dirigiram na manhã desta quinta-feira, 11, ao escritório da Compesa, no Centro de Salgueiro, para protestar contra a falta de abastecimento de água na localidade. Munidos de latas, garrafas plásticas e outros reservatórios vazios, fizeram batucada gritando por água.

Ouvida pela reportagem do Blog Alvinho Patriota, a agricultora Marilene Freire disse que a localidade está sem abastecimento há quase 15 dias e quando ligam para reclamar são tratados mal. “Quando a gente liga falam que o dia de lá foi segunda-feira e se não chegou é problema nosso”, afirmou.

Sem água nas torneiras, os habitantes do Alto das Abelhas enfrentam diversos problemas. As donas de casa citaram que as crianças não estão indo para a escola porque não tem água nem para tomar banho, fazer comida e lavar roupas.

“Eu pago a Celpe com prazer porque tenho energia todo dia, mas a conta da água pago e não chega”, comparou Marilene, informando que as faturas mensais da Compesa giram em torno de R$ 90,00, mesmo com o serviço irregular. Ainda segundo ela, os problemas começaram há pelo menos um mês.

O grupo foi recebido por uma atendente do escritório, que prometeu enviar um caminhão-pipa para a comunidade ainda hoje.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

2 comentários sobre “Moradores do Alto das Abelhas protestam em frente ao escritório da Compesa em Salgueiro

  1. Arnaldo Luciano de Alencar

    A COMPESA em Salgueiro é o retrato do GOVERNO DO ESTADO, Salgueiro está totalmente abandonado e a COMPESA ainda cobra 80% de taxa de esgoto uma imoralidade que o povo paga e não tem retorno, gostaria de ver o gerente da COMPESA ou mesmo os VEREADORES ir na Rua José Carneiro e ver que os esgotos do Santa Margarida corre tudo para o riacho e não para os canos que deveria fazer a coleta e por incrível que pareça a Rua José Carneiro paga taxa de ESGOTO e o que lá existe é esgoto estourado por toda a rua e já faz muito tempo e a COMPESA Como sempre nada faz.

  2. Marcílio Albuquerque

    Parabéns às guerreiras que foram lutar por seus direitos. É uma pena eu não ficar sabendo com antecedência dessa manifestação. É irritante a passividade da quase unanimidade da população salgueirense e revoltante a inércia da corja política local e seus “lustra bolas”. Como é que se pode admitir que num período de 30 dias se tenha apenas 9 com água?! Além de trabalharmos para pagar os impostos, corrupção e privilégios agora teremos que viver gastando com reservatórios e lajes nas nossas casas. A população tem que se organizar e mandar um recado forte para os palacianos e sua corja de parasitas assessores espalhados pelo interior. Uma cidade com tanto desemprego e sem água dessa forma, como pode atrair quem queira montar algum negócio nessa província?!
    E se alguém estiver achando que algum vereador pode ir atrás de alguma coisa, pode deixar de ser tolo. Se faltar água na casa dessa gente, eles podem comprar água mineral para tomar banho com os R$ 9.000,00 mensais que eles recebem.