Vida FM Salgueiro FM

Ministério Público recomenda que Adagro inspecione o Matadouro Público de Mirandiba

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por intermédio do promotor Raul Bastos Sales, recomendou que a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) inspecione o Matadouro Público de Mirandiba no prazo de até 15 dias. Caso necessário, o local deve ser interditado em caráter emergencial, evitando assim o abate e a manipulação de qualquer tipo de carne no espaço.

Na orientação o promotor relembra a fiscalização realizada pela Adagro no local em junho de 2009, onde foi constatado que o equipamento não apresentava as mínimas condições para funcionar. Verificou-se que a carne proveniente do matadouro era imprópria para o consumo humano, principalmente pela falta de higiene, funcionalidade e operacionalização. Na época, rememora o promotor, a Adagro concluiu pela interdição do local.

“Em nova inspeção, em setembro de 2010, mais uma vez, a Adagro encontrou condições impróprias para o abate animal e concluiu pela interdição. Ainda sugeriu que a matança fosse realizada em um matadouro público municipal mais próximo, onde houvesse as mínimas condições de funcionamento”, recorda o promotor, ressaltando que o abatedouro não recebeu reforma ou reestrutura desde então.

Raul pediu que a Adagro encaminhe um relatório informando se o matadouro está funcionando de acordo com as normas, inclusive ambiental, apresentando cópia da licença de instalação e operação concedida pela CPRH (Agência Estadual de Meio Ambiente). Caso o espaço seja impedido de funcionar, a Secretaria Municipal de Saúde deverá informar os motivos a todos os usuários.

O promotor recomenda que os marchantes de Mirandiba abatam seus animais em matadouros públicos de cidades próximas, como São José do Belmonte, Salgueiro e Serra Talhada.

Da redação do Blog Alvinho Patriota