Medida Cautelar do TCE-PE determina que Prefeitura de Floresta evite gastar com festas juninas

Teresa Duere

Saiu no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) nesta quinta-feira, 20, uma Medida Cautelar expedida monocraticamente pela conselheira Teresa Duere, determinando que a Prefeitura de Floresta evite gastar recursos públicos com festas juninas enquanto estiverem em aberto parcelas da folha de pessoal. Apesar da determinação, aconteceu ontem uma festa com Bruno e Marrone em comemoração ao aniversário de 112 anos do município e São João.

O que originou a Cautelar foi uma Representação Interna do Ministério Público de Contas assinada pela Procuradora Geral Germana Laureano. De acordo com a medida, há uma declaração subscrita pelo próprio prefeito Ricardo Ferraz indicando a existência de R$ 364 mil em aberto da folha de pessoal da prefeitura. Desse total, R$ 258 mil são referentes aos servidores contratados e R$ 106 mil aos comissionados.

A conselheira destaca que, mesmo com o valor em aberto, a prefeitura anunciou a sua grade de festividades juninas no dia 12 de junho com shows de 19 a 23 de junho. Considerando a expressividade dos valores investidos na festa, a conselheira entendeu ser necessária a expedição da Medida Cautelar. A prefeitura informou que já encaminhou esclarecimentos ao TCE-PE.

Da redação do Blog Alvinho Patriota