Vida FM Salgueiro FM

Médica Patrícia Belfort faz desabafo sobre doenças que estão afligindo população de Salgueiro

Nos últimos meses eclodiram em Salgueiro casos de dengue, chikugunya, meningites, H1N1, entre outras enfermidades. Diante desse quadro preocupante, a médica endocrinologista Patrícia Belfort publicou um texto no Facebook nessa quarta-feira, 5, desabafando sobre a situação da área da saúde no município. Na publicação, a profissional do Pronto Socorro São Francisco fala sobre os desafios de enfrentar essas doenças e lembra que toda a sociedade tem uma parcela de culpa.

Confira o texto na íntegra:

O ano de 2019 tem sido muito difícil pra todos os profissionais da saúde pública e privada da nossa região. Atendemos diariamente nas emergências casos de doenças infecto contagiosas que variam de formas leves a formas graves. A dengue, a chicugunya, as meningites, o H1N1, a doença de Chagas, a leishmaniose voltaram a nos assombrar, mas agora de forma mais intensa e até assustadora. Só quem está dentro dos hospitais convive com a angústia de nem sempre ter bons resultados e também com a tristeza de verem muitos padecer por falta de mínima assistência de saúde.

Entre governos e população todos tem uma parcela de culpa, essas doenças apenas traduzem a pobreza de nosso povo, a falta de higiene, o calendário vacinal atrasado, a demora em procurar assistência e por vezes a assistência que não é dada de forma adequada. Tenho me sentido incapaz diante do que está acontecendo porque a solução não está só em minhas mãos.

Lembro dos filmes americanos que sempre saem sobre o fim dos tempos associado a pragas que dizimam a população como um vírus devastador. Não sei nem o alerta que posso dar diante de tantas doenças. Vamos orar bastante pra que isso seja só um período ruim.

2 comentários sobre “Médica Patrícia Belfort faz desabafo sobre doenças que estão afligindo população de Salgueiro

  1. Solange cilene de Jesus

    Minha grande preocupação na rua que moro é que tem uma casa que não mora ninguem mais. Serve para juntar lixo criação de galinhas sem que façam limpeza alguma ja procurei os profissionas da area de vigilancia mais nada conseguir por isso agora estou aflita diante da situação venho por meio desta nota pedir socorro por mim e os demais moradores da rua elizeu barbosa no bairro Divino espirito santo aqui na cidade dr salgueiro PE.

  2. Machado Freire

    Acho que o “desabafo” real da médica Patricia é por demais oportuno.

    O médico -pela própria natureza de sua atividde, é um profissional que tem maior proximidade e aproximação com as pessoas mais sofridas da população, aquele chamado de “paciente”.

    Esse paciente costuma “desabafar” na hora em que está sendo atendido pelo médico e este aumenta sua capacidade de avaliar o sofrimento das pessoas.

    Seria muito bom que os profissional médicos e outras categorias que atuam próximas ao povo tomassem atitudes e partisse para denunciar os problemas do povo.

    E esses problemas não têm origem apenas no poder público que, naturalmente, é o principal ator desse cenário triste (como decadentge e omisso), mas a população como “vitima”, deve contribuir de forma decente para a melhoria da cidade, cuidando do meio ambiente e agindo (em todos os sentidos) com espírito de cidadania.

    Vamos botr a boca no mundo e ajudar a sociedade a viver melhor.

    A dor do vizinho também deve ser sentida por mim, e vice-versa.