Plantão Covif-19: Lista dos serviços essenciais conforme Decreto Presidencial

Instituto SAF Social apresenta missão em Salgueiro com ‘Chá da Tarde’

Diversas pessoas, incluindo várias personalidades de Salgueiro, assistiram no final da tarde dessa quinta-feira, 1, uma apresentação do Instituto SAF Social sobre a missão da entidade no município. Nascida do desejo de ajudar ao próximo da primeira-dama de Salgueiro, Gilvonete Vidal, a organização sem fins lucrativos tem como principal finalidade promover inclusão social em unidades produtivas, de maneira independente e solidária. Informações sobre a organização foram expostas durante um ‘Chá da Tarde’.

A primeira reunião do Conselho Executivo do SAF Social aconteceu em dezembro de 2017 e desde o princípio Gilvonete fez questão de salientar que a entidade não tem cunho político ou religioso. O Instituto atua sobretudo no atendimento às famílias e comunidades por meio de encontros, seminários, cursos, campanhas, workshops e palestras. Além disso, promove ações de geração de renda e inclusão produtiva e oferece funerais de forma gratuita para famílias carentes.

Através de parcerias com organizações governamentais, não-governamentais e privadas, a instituição também executará moradias por meio de mutirões, realizará atividades culturais, comerciais e industriais, prestará serviços e apoiará projetos relacionados à assistência social, esportes e cultura. Os programas são contínuos, permanentes e planejados, financiados por doações de recursos físicos, humanos e financeiros.

O SAF Social conta com salas e galpões na Rua Inácio de Sá, que engloba uma despolpadora de frutas e uma unidade produtiva de confecções. No local são produzidas roupas íntimas, camisolas, pijamas e panos de prato; fardamento e mortalhas para o SAF; figurinos para quadrilhas juninas e coletes para mototaxistas em Salgueiro.

Uma das ações do Instituto é a confecção e comercialização de necessaires para auxiliar financeiramente a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE). As profissionais que fabricam recebem por produção, o que aumenta a geração de emprego e renda no município.

Da redação do Blog Alvinho Patriota