Vida FM Salgueiro FM

Humberto critica decisão de Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho

A decisão do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), de extinguir o Ministério do Trabalho foi taxada pelo senador Humberto Costa (PT/PE) como desastrosa. Nesta terça-feira, 4, o petista criticou o plano de Bolsonaro de eliminar a pasta criada em 1930 por Getúlio Vargas.

“Estamos diante de uma medida desastrosa para um país que amarga 27 milhões de desempregados e subocupados. Essa extinção do Ministério do Trabalho está em consonância com todo o projeto já iniciado no Brasil por Temer e que será aprofundado, orgulhosamente, por Bolsonaro, a partir do ano que vem”, afirmou.

Humberto acredita que a distribuição de áreas importantes do Ministério do Trabalho pela Esplanada trará imensos prejuízos às funções institucionais e à própria interligação desses setores, que passarão a agir separadamente a partir de 1° de janeiro de 2019.  Para o senador, a ida da área responsável pela emissão de registros sindicais para a alçada do Ministério da Justiça, que será comandado por Sérgio Moro, indica um viés preocupante de subornar atividades sindicais à jurisdição policial.

Outro receio é a gestão dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) pelo Ministério da Economia. “Eles irão meter a mão no dinheiro dos trabalhadores para fazer novos acenos ao mercado? O patrimônio dos trabalhadores é intocável. Não pode ser utilizado para manobras fiscais, que serão realizadas, inclusive, por um ministro investigado pelo Ministério Público Federal sob acusação de fraude em fundos de pensão e para a qual Bolsonaro faz vista grossa”, ressalva.

O parlamentar ressalta que as medidas são danosas porque foram pautadas por interesses ideológicos, no que se refere aos sindicatos, e econômicos, em relação a “essa vontade de passar nos cobres o dinheiro dos trabalhadores”.

Da redação do Blog Alvinho Patriota

2 comentários sobre “Humberto critica decisão de Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *