Vida FM Salgueiro FM

Foto histórica (118)

Imagem histórica de Salgueiro:

6 comentários sobre “Foto histórica (118)

  1. Maria de Lourdes sobrinho

    Sr. Alvinho Patriota, parabens pelo seu blog ser tão bem aceito por milhares de pessoa.Mas uma vez PARABENS por esse trabalho maravilhoso q sempre nos deixa imfomados de noticias importante tds os dias.

  2. Maria de Lourdes sobrinho

    Moro na cidade de Verdejante, mas admiro muito minha vizinha cidade de Salgueiro, acho mesmo q eu deveria mesmo era ser cidadã Salgueirense e ñ verdejantense.

  3. Maria de Lourdes sobrinho

    Q maravilha de fotos é uma verdadeira jóia rara é emocionante ver tantas fotos históricas da minha vizinha cidade de Salgueiro. Parabens para quem teve essa magnifica atitude de postar fotos ao importantes da minha querida vizinha cidade de Salgueiro.

  4. machado freire

    Giba, o passado não passa na nossa cabeça porque esse passado é impossivel de ser esquecido. Nós o lembramos como algo incomparável.

    Ali na esquina (que foi desfigurada com uma construção que mudou-para pior – o cenário do nosso sítio histórico) ficava a casa de Toinho Menezes.

    Foi lá que eu trabalhei (pendurado no telefone) durante três dias para anunciar à imprensa do mundo inteiro que o Sertão Central não aguentava mais passar sede.
    Surgiu, então, aquele movimento histórico encampado por nós (Gonzaga, Alvinho, Basílio, Mansueto, Chico Pedro, Juarez Farias de Petrolina, Abmael Pereira de Lucena, Paubrica, Geraldo do Bode Assado, gente que não acaba mais …) que resultou na construção da Adutora de Salgueiro.

    Antonio de Siqueira Campos -grande figura amiga minha, de saudosissima memória me informava que recebia ligações de tudo o que era lugar, inclusive de São Paulo e do Rio de Janeiro, dando conta que que o Sertão, a partir de Salgueiro tinha criado um fato importante- O Grito contra a Sede.

    Dona Teta lavadeira foi uma baluarte.Com toda a família e amigas levou lata vazia na cabeça para fazer um barulho, contra a polícia que o governo botou em cima da gente, mas não deu jeito: tinha gente de todo o Sertão Central, inclusive companheiros de Belém e Cabróbó.

    O projeto de Gonzaginha ( que eu redigi, como seu assessor), foi aprovado por uninimidade na Assembléia Legislativa . Ganhamos a parada e quem mais ganhou foi o povo, que passou a beber água do Veho Chico.

    Já participei de muitos movimentos, inclusive o da Adutora do Oeste, mas o da Adutora de Salgueiro foi o máximo.

    Agora temos que fazer um movimento grande em favor da saúde do povo.

    Precisamos de uma UTI para o Sertão Central, já !!!!!!!!