Ex-funcionários da EMSA acampam em frente ao escritório do Ministério da Integração Nacional em Salgueiro

Cerca de 40 homens, ex-operários da EMSA, estão acampados em frente ao escritório do Ministério da Integração Nacional, em Salgueiro, para receber o restante do que o Governo Federal ainda lhes deve. Os manifestantes invadiram o escritório ontem pela manhã, mas foram retirados por ordem judicial. Então, decidiram montar acampamento em frente ao prédio, onde pretendem ficar até que a situação seja resolvida.

A Justiça do Trabalho bloqueou recursos da EMSA este ano, mas a verba pagou apenas um terço da dívida com os 1.639 trabalhadores. Tudo que o Ministério da Integração Nacional deve à EMSA precisa ser destinado à essa conta para quitar os débitos com os ex-funcionários, mas, segundo o mecânico de máquinas pesadas Robson Lopes da Souza, a União está travando as medições. “Eles estão travando as medições para obrigar a empresa a acionar o seguro”, denuncia.

Em vídeo enviado à redação do Blog Alvinho Patriota, Robson expõe a situação precária dos participantes do ato. “Não temos mais condições de esperar, senão vamos passar é fome. Muitos já estão perto disso. Estão vivendo à base de ajuda de amigos, parentes, avós, irmãos, tios e contribuições. Isso é uma vergonha, um chefe de família ter que viver de uma maneira dessa”, reclama, apelando para que o Ministério da Integração libere as verbas remanescentes e a Justiça do Trabalho determine o pagamento que falta.

Da redação do Blog Alvinho Patriota