Diretor do Butantan pede que Bolsonaro tenha ‘dignidade’ para defender a CoronaVac e negociar com a China

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, cobrou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tenha dignidade para defender a vacina CoronaVac. Ele também cobrou agilidade do Itamaraty para viabilizar a vinda de matéria-prima da China para dar continuidade à produção do imunizante contra a Covid-19 — o único sendo aplicado até o momento na população do país.

A declaração foi dada na manhã desta terça-feira em um evento com a participação do governador João Doria (PSDB) em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

“Se a vacina agora é do Brasil, o nosso presidente tenha a dignidade de defendê-la e de solicitar, inclusive, apoio, pro seu Ministério de Relações Exteriores na conversa com o governo da China. É o que nós esperamos”, disse.

O Brasil só tem seis milhões de doses prontas da vacina que pode ser fabricada pelo Butantan. Os imunizantes distribuídos aos estados desde segunda (18) foram trazidos pelo governo paulista do país asiático, sede da farmacêutica Sinovac, parceira do instituto ligado ao governo de São Paulo. O temor é que, sem o insumo, as doses da CoronaVac acabem ainda neste mês.

O princípio ativo para a produção da vacina, chamado IFA, é importado da China. O Brasil tem enfrentado dificuldade para a aquisição.

Na sede do Butantan, há, ainda, outras 4,8 milhões de doses fabricadas no Brasil, que aguardam a liberação da Anvisa. Sem o IFA a produção pode parar.

“Então, essa demora com relação à vinda dessa matéria-prima, eu espero que fique agilizada agora com a aprovação de uso emergência pela Anvisa, porque agora é outro status, né? E pela própria incorporação da vacina ao um programa nacional de imunização”, disse Dimas Covas.

Fonte: G1

2 comentários sobre “Diretor do Butantan pede que Bolsonaro tenha ‘dignidade’ para defender a CoronaVac e negociar com a China

  1. DAMIÃO

    MEU CARO AMIGO E SENSATO MACHADO FREIRE. ESTOU COM VOCÊ, NOSSO PRESIDENTE, POSSO ASSIM CHAMÁ-LO, PELO SIMPLES FATO DE SER O PRESIDENTE DO BRASIL; O MESMO DEVERIA MUITO SE EMPENHAR PARA ADQUIRIR AS REFERIDAS VACINAS, AS QUAIS PASSARIAM A SER UMA BENÇÃO PARA A JÁ PRECÁRIA SAÚDE FÍSICA, FISIOLÓGICA E MENTAL DO NOSSO POVO, SABEMOS QUE NÃO É UM GASTO EM VÃO, PORÉM NOSSO PAIS COMEÇARÁ A SE DESENVOLVER E CRESCER ECONOMICAMENTE COM A MÃO DE OBRA DA NOSSA GENTE.
    MINHA VISÃO.

  2. Machado Freire

    20/01/21
    blogfolhadosertao.com.br

    No Brasil da incerteza (e da esperteza) , as vacinas contra a covid-19, adquiridas pelo Governo Bolsonaro são algo assim feito “uma gota d’água no oceano”. Mas tem gente que “sai na foto” e faz “uso político” pensando que faturou um gol eleitoral. Que nada, ora….